noticias61 Seja bem vindo ao nosso site Sovaco de Cobra!

Política

O significado da vitória de Javier Milei, o libertário

Político iniciante derrota a tradicional esquerda peronista na Argentina

Publicada em 20/11/23 às 07:02h - 1113 visualizações

Fábio Souza Tavares


Compartilhe
Compartilhar a noticia O significado da vitória de Javier Milei, o libertário  Compartilhar a noticia O significado da vitória de Javier Milei, o libertário  Compartilhar a noticia O significado da vitória de Javier Milei, o libertário

Link da Notícia:

O significado da vitória de Javier Milei, o libertário
O irreverente Milei é a esperança da Argentina sair do buraco cavado pela esquerda do País  (Foto: Fotomontagem/Fábio Souza Tavares)

A vitória do economista anarcocapitalista libertário Javier Milei contra o ministro da Economia da esquerda Sergio Massa por 56% a 44% para a presidência do país hermano foi mais que uma simples derrota do tradicional peronismo e que uma constatação que a maioria da população argentina quer uma alternativa de direita. A vitória de Milei tem um significado que se espraia por toda a América Latina.

Com uma inflação de mais de 140% e 40% de sua população na pobreza, grande parte do povo argentino disse não à miséria causada pelos governos do peronismo. Afinal, só quem aguenta e acha romântica uma inflação hipergalopante é militante de esquerda.

Taxado de louco pela grande mídia tradicional argentina (alguma semelhança com Bolsonaro no Brasil?) e com propostas ridicularizadas e tidas como inexequíveis pelo status quo corrupto e decadente, Milei venceu prometendo acabar com a política parasitária e corrupta, enxugar a máquina estatal reduzindo ministérios e cargos de cabide de emprego, armar o cidadão de bem, dolarizar a economia e detonar o Banco Central. Contrário ao aborto, Milei é favorável à união de homossexuais.

Retirar a economia argentina do caos é seu principal desafio. A dolarização da economia, tão demonizada por especialistas e comentaristas de plantão, foi o que tirou o Equador da catástrofe econômica causada pela esquerda. Mas, o que esperar da Argentina sob o novo comando?

Para colocar em prática suas propostas, Milei terá que ter um enorme jogo de cintura e contar com a mobilização das massas, pois o parlamento atualmente é majoritariamente de oposição à sua postura.

Nascido em 22 de outubro de 1970, no bairro de Palermo, em Buenos Aires, capital da Argentina, Milei entrou na política em 2018 e, em pouco tempo, firmou-se como grande liderança política nacional.

Sua eleição não significa tão somente uma vitória da direita na Argentina, mas a constituição de uma vitrine para o rumo político dos países latino-americanos. A derrota do seu governo será a derrota de toda a esquerda da América Latina.

Em 2019, quando Bolsonaro lançou sua pré-candidatura à presidência, somente seis países da América do Sul tinham governos de esquerda. Em 2023, com a ascendência de Lula, a situação se inverteu: somente quatro países tinham governo de direita.

Portanto, o governo de Milei impactará diretamente na correlação de forças do subcontinente, incentivando a direitização ou a esquerdização da política nesses países. Por ora, esperemos as primeiras iniciativas do novo presidente rumo à desconstrução do caos criado pelos amigos do Lula no país vizinho.




ATENÇÃO:Os comentários postados abaixo representam a opinião do leitor e não necessariamente do nosso site. Toda responsabilidade das mensagens é do autor da postagem.

1 comentário


Josmacelio Geraldo Da Silva

20/11/2023 - 10:05:30

Quem dera o Brasil aprendesse com esse exemplo, a boa politica sempre será aquela que diminui o estado e amplia o poder do povo!


Deixe seu comentário!

Nome
Email
Comentário


Insira os caracteres no campo abaixo:








Nosso Whatsapp

 (88) 9.9926-5572

Visitas: 1558733
Usuários Online: 24
Copyright (c) 2024 - Sovaco de Cobra - www.sovacodecobra.com.br / A sua voz não pode cessar!