noticias778 Seja bem vindo ao nosso site Sovaco de Cobra!

Policial

Pai estupra filha recém-nascida até a morte no RJ

Crime ocorreu em Araruama, na Região dos Lagos, no Rio.

Publicada em 15/02/23 às 06:47h - 960 visualizações

Revista Oeste


Compartilhe
Compartilhar a noticia Pai estupra filha recém-nascida até a morte no RJ  Compartilhar a noticia Pai estupra filha recém-nascida até a morte no RJ  Compartilhar a noticia Pai estupra filha recém-nascida até a morte no RJ

Link da Notícia:

Pai estupra filha recém-nascida até a morte no RJ
A Polícia Civil prendeu o homem no sábado 11, no enterro da criança  (Foto: Fotomontagem/Fábio Souza Tavares)

Uma bebê recém-nascida morreu depois de ser estuprada pelo próprio pai. O crime ocorreu em Araruama, na Região dos Lagos, no Rio de Janeiro. A Polícia Civil prendeu o homem no sábado 11, no enterro da criança.

Em depoimento à polícia, o homem alegou que o bebê passou mal enquanto dormia. Ele disse ainda que tentou acalmar a criança, mas ela não resistiu. No entanto, uma perícia do Instituto Médico-Legal constatou o crime. O bebê morreu principalmente em virtude de uma penetração em suas partes íntimas, o que provocou laceração em seu corpo. Por isso, a Polícia Civil prendeu o pai da criança. Ele responderá por estupro de vulnerável, qualificado por morte.

A mãe do bebê prestou depoimento e foi liberada. O homem, em contrapartida, foi encaminhado ao sistema prisional no domingo. De acordo com a delegacia de Araruama, o crime ocorreu na madrugada de quinta-feira 9 para sexta-feira 10. O pai e a mãe estavam no local do estupro, conforme os policiais.




ATENÇÃO:Os comentários postados abaixo representam a opinião do leitor e não necessariamente do nosso site. Toda responsabilidade das mensagens é do autor da postagem.

Deixe seu comentário!

Nome
Email
Comentário


Insira os caracteres no campo abaixo:








Nosso Whatsapp

 (88) 9.9926-5572

Visitas: 1560992
Usuários Online: 58
Copyright (c) 2024 - Sovaco de Cobra - www.sovacodecobra.com.br / A sua voz não pode cessar!