Municípios

ABSURDO! Criança com paralisia cerebral pode perder o tratamento gratuito na Unileão por culpa do governo Glêdson Bezerra (PODE)

Publicada em 22/10/21 às 06:29h - 252 visualizações

por Fábio Souza Tavares


Compartilhe
Compartilhar a notícia ABSURDO! Criança com paralisia cerebral pode perder o tratamento gratuito na Unileão por culpa do governo Glêdson Bezerra (PODE)  Compartilhar a notícia ABSURDO! Criança com paralisia cerebral pode perder o tratamento gratuito na Unileão por culpa do governo Glêdson Bezerra (PODE)  Compartilhar a notícia ABSURDO! Criança com paralisia cerebral pode perder o tratamento gratuito na Unileão por culpa do governo Glêdson Bezerra (PODE)

Link da Notícia:

ABSURDO! Criança com paralisia cerebral pode perder o tratamento gratuito na Unileão por culpa do governo Glêdson Bezerra (PODE)
Advertência da Unileão que pode levar à suspensão do tratamento de Arielly  (Foto: Reprodução/Arquivo pessoal/Esmeraldina)
Desde o início do governo Glêdson Bezerra (PODE), a senhora Esmeraldina Pereira dos Santos, moradora do Horto, enfrenta problemas para tratar a sua filha Arielly de Jesus, uma linda menina de apenas cinco anos que tem paralisia cerebral. O problema todo está no transporte do Município direcionado para o tratamento que é realizado gratuitamente pela Unileão.
Esmeraldina já procurou outras vezes o Sovaco de Cobra para falar sobre esse assunto. Após nossas matérias, a situação se resolve. Porém, pouco depois, o problema volta a prejudicar sua vida.

Arielly faz fisioterapia motora, visual e respiratória em sessões que vão de segunda-feira a quinta-feira na Unileão e precisa estar lá às 14 h. Porém, o carro que a Prefeitura envia para buscá-la só chega à universidade depois das 14 h 30 min. Os atrasos constantes fizeram a Unileão imprimir uma advertência para Esmeraldina dizendo que se continuarem sua filha Arielly perderá o serviço gratuito de fisioterapia.

Outro problema que abordamos a pouco tempo e que teve resolução temporária é o fato do carro vir sujo, empoeirado, o que está agravando o estado da criança que tem problema respiratório. A Prefeitura, nesse caso, está trazendo mais problemas que apontando solução.

Esmeraldina recorreu à Defensoria Pública que disse que a Prefeitura não tem essa obrigação com as crianças com necessidades especiais. Entretanto, como a própria Esmeraldina fala (VEJA O VÍDEO), no governo Zé Arnon o transporte existia, era limpo e chegava à hora certa. Já sob a gestão do prefeito Glêdson o que se vê é desorganização.

Caso Arielly venha a perder as sessões de fisioterapia da Unileão, a responsabilidade será toda do atual governo municipal que tem se mostrado incapaz de cuidar das necessidades básicas das crianças com necessidades especiais em Juazeiro do Norte/CE.




ATENÇÃO:Os comentários postados abaixo representam a opinião do leitor e não necessariamente do nosso site. Toda responsabilidade das mensagens é do autor da postagem.

Deixe seu comentário!

Nome
Email
Comentário


Insira os caracteres no campo abaixo:








Nosso Whatsapp

 (88) 9.9926-5572

Visitas: 554756
Usuários Online: 66
Copyright (c) 2022 - Sovaco de Cobra - www.sovacodecobra.com.br / A sua voz não pode cessar!