noticias481 Seja bem vindo ao nosso site Sovaco de Cobra!

Economia

Após ter sido expropriada por Evo Morales em 2006, Petrobras vai investir US$ 2,5 bilhões na Bolívia

A Petrobras vai se juntar à YPFB em um investimento de US$ 2,5 bilhões na construção de uma nova planta para a produção de amônia e ureia

Publicada em 26/10/23 às 08:08h - 844 visualizações

Carlo Cauti, Revista Oeste


Compartilhe
Compartilhar a noticia Após ter sido expropriada por Evo Morales em 2006, Petrobras vai investir US$ 2,5 bilhões na Bolívia  Compartilhar a noticia Após ter sido expropriada por Evo Morales em 2006, Petrobras vai investir US$ 2,5 bilhões na Bolívia  Compartilhar a noticia Após ter sido expropriada por Evo Morales em 2006, Petrobras vai investir US$ 2,5 bilhões na Bolívia

Link da Notícia:

Após ter sido expropriada por Evo Morales em 2006, Petrobras vai investir US$ 2,5 bilhões na Bolívia
Refinaria Duque de Caxias da Petrobras  (Foto: Reprodução/Revista Oeste)
Dezessete anos após ter sido expropriada pelo governo de Evo Morales, a Petrobras vai voltar a investir na Bolívia. A informação foi divulgada nesta quarta-feira, 26, pela estatal boliviana Yacimientos Petrolíferos Fiscales Bolivianos (YPFB).

A Petrobras vai ser juntar a YPFB em um investimento de US$ 2,5 bilhões na construção de uma nova planta para a produção de amônia ureia, na cidade de Puerto Quijaro.

A nova instalação terá capacidade de produzir 4.200 toneladas de amônia e ureia.

Uma equipe técnica da Petrobras realizou uma missão à Bolívia nas últimas semanas, definida pelo presidente da estatal, Jean Paul Prates, como “bem sucedida”.

“Haverá novidades no curto prazo e certamente teremos foco e dedicação máxima na reconstrução das parcerias com nosso importante país vizinho”, escreveu Prates em seu perfil no X, antigo Twitter.

Para o vice-presidente nacional de operações da YPFB, Luciano Montellano Abasto, existe um interesse de ambas as partes para fazer o investimento conjunto.

Segundo a YPFB, o Brasil é um dos maiores importadores de ureia boliviana, consumindo cerca de 80% da produção do país vizinho, concentrada na unidade na cidade de Bulo Bulo, em Cochabamba.

Petrobras já foi expropriada da Bolívia em 2006

Petrobras já foi uma das empresas mais importantes da Bolívia, mas acabou sendo expropriada em 2006, quando o governo do então presidente Evo Morales decretou a nacionalização de seus ativos sem indenização.

Logo após tomar posse como presidente da Bolívia, Morales ordenou a invasão de plantas e refinarias da Petrobras por parte de agentes de segurança e militares bolivianos.

Morales tinha baseado sua campanha eleitora na nacionalização dos hidrocarbonetos.

Petrobras detinha na época cerca de 25% dos postos de combustíveis existentes na Bolívia, produzindo 100% da gasolina e 60% do óleo diesel consumidos pelos bolivianos.

estatal brasileira era responsável por 18% de todo o Produto Interno Bruto (PIB) boliviano e 24% dos impostos arrecadados no país vizinho.

Em 2007 a Bolívia aceitou pagar uma indenização à Petrobras pela nacionalização dos ativos. A estatal brasileira pediu US$ 200 milhões pelos ativos, mas o governo Morales aceitou pagar apenas US$ 112 milhões.

Petrobras amargou um prejuízo, pois havia comprado os ativos em 1999, por US$ 104 milhões, e investido US$ 30 milhões em melhorias.




ATENÇÃO:Os comentários postados abaixo representam a opinião do leitor e não necessariamente do nosso site. Toda responsabilidade das mensagens é do autor da postagem.

Deixe seu comentário!

Nome
Email
Comentário


Insira os caracteres no campo abaixo:








Nosso Whatsapp

 (88) 9.9926-5572

Visitas: 1596120
Usuários Online: 26
Copyright (c) 2024 - Sovaco de Cobra - www.sovacodecobra.com.br / A sua voz não pode cessar!