Sovaco de Cobra
Cidade

Estudantes denunciam faculdade por impedir entrada delas com os filhos pequenos

Publicada em 03/05/22 às 12:09h - 24 visualizações

por Hypeness


Compartilhe
Compartilhar a notícia Estudantes denunciam faculdade por impedir entrada delas com os filhos pequenos  Compartilhar a notícia Estudantes denunciam faculdade por impedir entrada delas com os filhos pequenos  Compartilhar a notícia Estudantes denunciam faculdade por impedir entrada delas com os filhos pequenos

Link da Notícia:

Estudantes denunciam faculdade por impedir entrada delas com os filhos pequenos
 (Foto: Yuri Ferreira)

Estudantes universitárias do curso de Medicina Veterinária do Centro Universitário de Goiás – UNIGOIÁS, em Goiânia (GO), foram impedidas de entrar na faculdade com seus filhos pequenos.

As jovens denunciaram a proibição em entrevista ao G1 Goiás. As estudantes foram impedidas por seguranças de assistir às aulas com seus filhos.

Faculdade child free

Centro universitário privado de Goiás não dá suporte para estudantes mães; em nota, empresa reforçou posição child-free e não condizente com a realidade de suas alunas.

As jovens mães afirmam que não querem ir com os filhos na aula, mas são obrigadas muitas vezes por não terem uma opção de cuidado. A faculdade se mantém radicalmente contra a presença de crianças no campus e segue com uma política child-free.

Uma aluna relata que foi impedida por um segurança de entrar na faculdade com a criança no colo. “Foi uma situação bem vergonhosa ter que ficar com a minha filha do lado de fora da faculdade. Humilhante, porque a gente paga para ter acesso e não pude entrar na instituição. Foi um sentimento de impotência, chorei muito por ter passado isso junto com a minha filha pequena”, contou Isadora Kelwen, de 26 anos, que estuda no curso de veterinária, ao G1

Outra mãe afirma que a postura da faculdade causa um sentimento de constrangimento e relata outras histórias tristes. “A gente não quer levar a criança porque perde o foco mesmo, mas às vezes não tem outro jeito. É muito constrangedor não ter apoio da faculdade. Minha filha ficou numa pracinha e depois dormiu no carro porque não podia entrar na faculdade”, disse  Gabriella Barbosa Lima, de 25 anos.

Isadora Kelwen, de 26 anos, e sua filha. Elas foram impedidas de entrar no estabelecimento por conta da exclusão de mães; UniGoiás alega “falta de infreaestrutura”.


Em nota, a Unigoiás manteve sua postura e seguirá barrando mães de seus estudos dentro do campus. “Para segurança de todos e para a realização adequada das atividades de ensino Superior, o acesso ao Campus Universitário é permitido a alunos, professores e funcionários técnicos-administrativos. Nossas instalações estão preparadas para cumprir o seu objetivo de ensino e não estão adequadas para receber crianças, o que se ocorrer, irá interferir nas atividades e pode colocar em risco a integridade de crianças neste ambiente”.




ATENÇÃO:Os comentários postados abaixo representam a opinião do leitor e não necessariamente do nosso site. Toda responsabilidade das mensagens é do autor da postagem.

Deixe seu comentário!

Nome
Email
Comentário


Insira os caracteres no campo abaixo:








Nosso Whatsapp

 (88) 9.9926-5572

Visitas: 475605
Usuários Online: 53
Copyright (c) 2022 - Sovaco de Cobra - www.sovacodecobra.com.br / A sua voz não pode cessar!