noticias992 Seja bem vindo ao nosso site Sovaco de Cobra!

Política

ESQUERDA: Mais uma demonstração do vitimismo ideológico político no Ceará

Publicada em 06/10/23 às 07:31h - 989 visualizações

Fábio Souza Tavares


Compartilhe
Compartilhar a noticia ESQUERDA: Mais uma demonstração do vitimismo ideológico político no Ceará  Compartilhar a noticia ESQUERDA: Mais uma demonstração do vitimismo ideológico político no Ceará  Compartilhar a noticia ESQUERDA: Mais uma demonstração do vitimismo ideológico político no Ceará

Link da Notícia:

ESQUERDA: Mais uma demonstração do vitimismo ideológico político no Ceará
Vereador criminoso que foi cassado e a deputada Rivotril  (Foto: Fotomontagem/Fábio Souza Tavares)

Novo fato aconteceu no legislativo municipal cearense demonstrando a insensatez da política vitimista ideológica da esquerda putrefata no Ceará. Dessa vez foi em Potiretama, município localizado na mesorregião Jaguaribe e na microrregião Serra do Pereiro.

A vereadora Bárbara Porto Cavalcante (PT) acusou o presidente da Câmara Municipal Cleverlândio Pereira Bezerra (PP) de violência política de gênero somente porque o vereador questionou o seu comportamento de opositora. "Não é ficar na oposição sem ter o que falar, sem ter o que mostrar, que não faz nada para ninguém. Vai para Fortaleza e fica desfilando com seus vestidos e com suas saias bonitas, para cima e para baixo. Não vejo você dentro de um carro fazendo um favor a ninguém", falou Cleverlândio.

Pronto. Foi o bastante para baixar a lona do circo. A vereadora denunciou o presidente ao Ministério Público Federal (MPF) e à Procuradoria da Mulher e à Frente Parlamentar de Combate à Violência de Gênero da Assembleia Legislativa do Estado do Ceará (ALECE). Tudo isso porque Cleverlândio falou dos seus vestidos e suas saias. Será que ele não deveria ter falado em cuecas? Quanto populismo barato!

Caso semelhante aconteceu em Russas quando o vereador Maurício Martins, desfiliado do PT, criticou com veemência a atuação das deputadas petistas Juliana Lucena, Larissa Gaspar e Jô Farias. Na ocasião, o vereador falou: “Eu queria dizer para essas três deputadas, que as senhoras […] que deixem de ficar que nem borboleta, que se transformam em lagarta encantada, que aparece só dia Internacional da Mulher, querendo vender ilusão. Aí depois vocês se encantam e só vão aparecer no Outubro Rosa”. As deputadas, em seu mimimi esquerdopata, denunciaram o edil e entraram com uma ação contra o mesmo.

Ora! O que os supracitados vereadores fizeram foi simplesmente denunciarem a superficialidade das parlamentares petistas, a sua falta de zelo com os mandatos e a ausência de compromisso com as necessidades da população.

Cleverlândio, o vereador potiretamense - que é declaradamente HOMOSSEXUAL - se defendeu: “Agredir qualquer tipo de pessoa por sua condição, seja de qualquer uma dessas diversidades, não faz parte de minha índole, nunca fez e nunca fará parte de minha conduta. Na minha vida política, sempre fui privilegiado por ter, junto ao meu eleitorado, uma grande maioria de eleitoras mulheres e me orgulho de ter sempre defendido e trabalhado pelas causas femininas”.

O fato é que a esquerda brasileira se utilizou dos preconceitos para sofisticamente utilizá-los fora de contexto criando uma ideologia de vitimização para encobrir suas ações covardes e criminosas.

Quando o então vereador petista Renato Freitas foi cassado pela Câmara Municipal de Curitiba, capital do Paraná, toda a esquerda disse que o motivo da cassação foi preconceito racial. Em verdade, a cassação se deu porque o vereador invadiu uma igreja católica com um grupo de manifestantes acabando com uma missa e agredindo pessoas idosas que estavam simplesmente rezando. Ou seja, o vereador não foi cassado por ser negro, mas por cometer um crime contra a fé, a propriedade privada e pessoas da chamada terceira idade.

Da mesma forma, a deputada federal Sâmia Bonfim RIVOTRIL (PSOL) - que atrapalha frequentemente a fala dos deputados de direita e os agride moralmente - acusa de agressor sexista todo aquele que se volta contra os seus atos de descompostura.

Essa prática do vitimismo da esquerda tem que ser duramente atacada. Você não prende um ladrão vagabundo negro por ele ser negro, mas por ser ladrão. Da mesma forma como se deve proceder com um ladrão vagabundo branco. Quando um homem, em estado de efervescência psicológica, revida um tapa de uma mulher, não o está fazendo pelo fato dela ser mulher, mas pelo fato de ter sido estapeado. O mesmo aconteceria se fosse agredido fisicamente por outro homem.

É PRECISO COMBATER O VITIMISMO IDEOLÓGICO DA ESQUERDA. SENÃO CONTINUAREMOS VENDO POLÍTICAS DESTEMPERADAS DA ESQUERDA, NEGROS VAGABUNDOS DO NARCOTRÁFICO E HOMOSSEXUAIS PEDÓFILOS ESTUPRADORES SENDO INOCENTADOS PELO SIMPLES FATO DE SEREM MULHERES, NEGROS E HOMOSSEXUAIS.

É necessário defender a igualdade social para todos e exercer cotidianamente o combate a qualquer tipo de preconceito e a qualquer tipo de violência que ataque a dignidade humana. Mas também é preciso combater o vitimismo que ataca a igualdade e transforma bandidos e bandidas em vítimas da sociedade.

P. S. A deputada Sâmia Bonfim, lamentavelmente, perdeu seu irmão médico em um assassinato. Diferentemente da esquerda que quer jogar com a cabeça de Bolsonaro e deseja matar bolsonaristas, o Sovaco de Cobra lamenta tal ocorrido que, infelizmente, já foi hipócrita e falsamente politizado pela esquerda que faz da própria dor motivo para atacar os seus adversários.




ATENÇÃO:Os comentários postados abaixo representam a opinião do leitor e não necessariamente do nosso site. Toda responsabilidade das mensagens é do autor da postagem.

Deixe seu comentário!

Nome
Email
Comentário


Insira os caracteres no campo abaixo:








Nosso Whatsapp

 (88) 9.9926-5572

Visitas: 1467055
Usuários Online: 87
Copyright (c) 2024 - Sovaco de Cobra - www.sovacodecobra.com.br / A sua voz não pode cessar!