noticias639 Seja bem vindo ao nosso site Sovaco de Cobra!

Policial

O advogado Francisco Di Angellis Morais foi morto por ser agente de extorsão de um jornalista, diz a conclusão do inquérito policial

Segundo a delegada do caso, ele era a pessoa que negociava e recebia as propinas do jornalista.

Publicada em 21/08/23 às 10:37h - 1513 visualizações

Kennedy Linhares, cearaempauta.com.br


Compartilhe
Compartilhar a noticia O advogado Francisco Di Angellis Morais foi morto por ser agente de extorsão de um jornalista, diz a conclusão do inquérito policial  Compartilhar a noticia O advogado Francisco Di Angellis Morais foi morto por ser agente de extorsão de um jornalista, diz a conclusão do inquérito policial  Compartilhar a noticia O advogado Francisco Di Angellis Morais foi morto por ser agente de extorsão de um jornalista, diz a conclusão do inquérito policial

Link da Notícia:

O advogado Francisco Di Angellis Morais foi morto por ser agente de extorsão de um jornalista, diz a conclusão do inquérito policial
 (Foto: Reprodução/cearaempauta.com.br)
O advogado Francisco Di Angellis Duarte Morais, de 41 anos, foi assassinado a tiros na noite do dia 06 de Maio por dois homens que pilotavam uma motocicleta. Francisco Di Angellis descia do seu veículo para entrar na sua residência, no Bairro Parquelândia, em Fortaleza, quando foi baleado.

Morais, como era conhecido, era advogado e amigo pessoal do jornalista e radialista Donizete Arruda, tendo inclusive uma relação quase que familiar com o mesmo.

Segundo as investigações o autor intelectual teria sido Ernesto Wladimir Oliveira Barroso, 42 anos de idade. Os autores materias foram Glauco Sérgio Soares de Bonfim, 51 anos e José Luciano Souza de Queiroz, 43 anos, ambos ex-policiais militares.

Os três tiveram suas prisões temporárias convertidas em prisão preventiva no último dia 02 de Agosto de 2023.

A grande novidade do caso veio a tona hoje (20/08/2023) quando o sigilo do inquérito foi retirado e o motivo pegou todo mundo de surpresa, pois segundo o inquérito o advogado executado agia como agente de extorsão a mando do jornalista Donizete Arruda.

Donizete teria pedido R$ 1.500.000,00 (um milhão e quinhentos mil reais) para deixar de bater em uma cooperativa de saúde que teria faturado algo em torno de R$ 170.000.000,00 (cento e setenta milhões de reais) em pouco mais de três anos.

Segundo as investigações o advogado teria chegado a receber R$ 800.000,00 (oitocentos mil reais), dentro de uma sacola de roupas, a mando de Donizete Arruda e mesmo assim o jornalista queria mais para não mais falar mal da referida empresa.

A delegada ainda relata que Donizete chegou a apagar as postagens que havia feito após receber esse dinheiro, porém ele queria mais e o advogado assassinado era quem negociava o resto do dinheiro. O Advogado inclusive relatava para sua família que não aguentava mais trabalhar com Donizete Arruda.



ATENÇÃO:Os comentários postados abaixo representam a opinião do leitor e não necessariamente do nosso site. Toda responsabilidade das mensagens é do autor da postagem.

Deixe seu comentário!

Nome
Email
Comentário


Insira os caracteres no campo abaixo:








Nosso Whatsapp

 (88) 9.9926-5572

Visitas: 1465188
Usuários Online: 63
Copyright (c) 2024 - Sovaco de Cobra - www.sovacodecobra.com.br / A sua voz não pode cessar!