Sovaco de Cobra
Cultura/Entretenimento

O fim precoce de uma talentosa trajetória

O Brasil dormiu e acordou triste.

Publicada em 06/11/21 às 07:00h - 223 visualizações

por Fábio Souza Tavares


Compartilhe
Compartilhar a notícia O fim precoce de uma talentosa trajetória  Compartilhar a notícia O fim precoce de uma talentosa trajetória  Compartilhar a notícia O fim precoce de uma talentosa trajetória

Link da Notícia:

O fim precoce de uma talentosa trajetória
Marília Mendonça  (Foto: Reprodução/Redes sociais)
Mais um acidente trágico de avião subtrai da alma brasileira um poderoso talento. No auge da carreira, aos 26 anos e mãe de um filho com menos de 2 anos, Marília Dias Mendonça, nascida no dia 22 de julho de 1995, em Cristianópolis/GO, morreu em um acidente aéreo ontem (5), por volta das 15 h. A chamada Rainha da Sofrência fez, involuntariamente, em um triste espetáculo não combinado e não ensaiado, o País dormir e acordar triste.
Com Marília morreram todos que estavam no avião que a levava para um show em Caratinga/GO e onde a aeronave caiu após atingir um cabo de alta tensão da Companhia Energética de Minas Gerais (CEMIG): o piloto Geraldo Martins de Medeiros, o co-piloto Tarciso Pessoa Viana, o produtor (da cantora) Henrique Ribeiro e seu tio e assessor Abicieli Dias Filho.
Informações iniciais diziam que logo após o acidente ainda existiam 2 pessoas com vida no avião, conforme este comunicado de um policial do Corpo de Bombeiros: "Recebemos a chamada a pouco, por volta de 15 h 30 min, para atender ocorrência de queda de aeronave em Piedade de Caratinga em curso d'água próximo de acesso pela BR 474. Segundo informações, em princípio, haveria duas vítimas com vida no interior da aeronave, ainda não informado o quadro de saúde das mesmas. Há também um forte odor de combustível no local, mas não apresenta chamas nem há risco de submersão da aeronave. Estamos a caminho do local com o apoio do SAMU. Até o momento, não tenho nenhuma informação em se tratar do avião da cantora Marília Mendonça. Estou acompanhando a ocorrência e tentando mais informações". O avião de Marília estava apenas a 2 km do campo de pouso.
Às 21 h, fãs da cantora, compositora e instrumentista Marília Mendonça fizeram uma homenagem improvisada, em volta de um coreto desenhado por Oscar Niemeyer, na Praça Cesário Alvim, situada no Centro da cidade e a 20 km de Piedade de Caratinga, localidade onde ocorreu a queda do avião. Os fãs, com velas acesas ou luzes dos celulares ligadas, cantaram os sucessos de Marília.
Neste sábado (6), o velório marcado para iniciar 8h no Goiânia Arena, em Goiânia/GO, ao lado do Estádio Serra Dourada, começou atrasado devido à demora da chegada do corpo da artista. Consequentemente, a abertura do velório aos fãs, marcada para as 13 h com encerramento às 16 h, também sofreu atraso.

Resiliência, talento e empoderamento

Em 27 de outubro, Marília Mendonça colocou a seguinte postagem nas redes sociais: "Queremos que você se lembre de nós, que use o nosso exemplo para se encorajar e encorajar outras pessoas. Se pudermos deixar algum legado, é o da lição de que a fé, o trabalho e a determinação não movem apenas montanhas, movem o mundo. Nós chegamos lá sem nunca esquecer o que nos trouxe até aqui".
Manifestações como essa ajudaram a fazer da cantora de Infiel, Folgado e Saudade do Meu Ex um ídolo de milhões de pessoas espalhadas por todo o País. Sem queimar sutiãs, ficar pelada em frente a igrejas nem protestar sem camisa em passeatas feministas, Marília Mendonça se tornou uma representante legítima do empoderamento feminino.
Passando por uma infância de enormes e inúmeras dificuldades, Marília começou a compor para a atual música sertaneja aos 12 anos. Com uma voz forte e marcante e uma boa pegada no violão, não tardou a estrear como cantora e se tornar ícone do chamado Feminejo. Em 2015, estreou com o EP "Marília Mendonça" e, no ano seguinte, com o seu primeiro DVD com o mesmo nome alcançando destaque nas paradas com a canção Infiel e conquistando o disco de tripla platina pelas 240 mil cópias vendidas. Daí por diante, só sucesso.
Abordando temas como traição, autoaceitação, superação, gordofobia e valorização da mulher, a Rainha da Sofrência cativou um imenso público fiel e mostrou através de suas composições, suas interpretações e de sua própria vida que a presença feminina se faz forte e respeitada na luta cotidiana através das batalhas diárias que enfrenta.
Em seu último trabalho, o EP Patroas 35%, realizado com Maiara e Maraísa, a canção Todo Mundo Menos Você foi escolhida como carro-chefe.
Marília morava em Goiânia/GO.



ATENÇÃO:Os comentários postados abaixo representam a opinião do leitor e não necessariamente do nosso site. Toda responsabilidade das mensagens é do autor da postagem.

1 comentário


Cícero Batista dos Santos

06/11/2021 - 21:03:06

Uma guerreira que lutou por um lugar ao sol.


Deixe seu comentário!

Nome
Email
Comentário


Insira os caracteres no campo abaixo:








Nosso Whatsapp

 (88) 9.9926-5572

Visitas: 470943
Usuários Online: 79
Copyright (c) 2022 - Sovaco de Cobra - www.sovacodecobra.com.br / A sua voz não pode cessar!