Brasil

Ex-presidente da Braskem é condenado a 20 meses de prisão nos EUA por esquema de suborno envolvendo Odebrecht e a Petrobras

Publicada em 13/10/21 às 06:46h - 16visualizações

por Terra Brasil Notícias


Compartilhe
   

Link da Notícia:

José Carlos Grubisich  (Foto: Reprodução)
O ex-presidente da Braskem José Carlos Grubisich foi condenado a 20 meses de prisão pela Justiça de Nova York, nos Estados Unidos, nesta terça-feira, 12, por participar de um esquema de suborno envolvendo a Odebrecht e a Petrobras.
Ele terá que pagar US$ 2,2 milhões de indenização. Os promotores afirmam que Grubisich desviou cerca de US$ 250 milhões da Braskem para obter vantagens e fechar negócios. Foi criado um fundo secreto para pagar propina a funcionários do governo brasileiro e partidos políticos.
Na época, a petroquímica era controlada pela Odebrecht. No início desse ano, o empresário se declarou culpado em duas acusações de corrupção por violar as leis antisuborno dos Estados Unidos. Ele admitiu o pagamento de US$ 4,3 milhões a um funcionário da Petrobras para operar uma planta, informa Jovem Pan.
O processo tem relação com as investigações da Operação Lava Jato, com acordo de leniência fechado pela Braskem e Odebrecht com autoridades americanas e brasileiras.



ATENÇÃO:Os comentários postados abaixo representam a opinião do leitor e não necessariamente do nosso site. Toda responsabilidade das mensagens é do autor da postagem.

Deixe seu comentário!

Nome
Email
Comentário


Insira os caracteres no campo abaixo:








Nosso Whatsapp

 (88) 9.9926-5572

Visitas: 110154
Usuários Online: 47
Copyright (c) 2021 - Sovaco de Cobra - www.sovacodecobra.com.br / A sua voz não pode cessar!