noticias472 Seja bem vindo ao nosso site Sovaco de Cobra!

Brasil

Moraes libera método de aborto que tinha sido proibido pelo CFM

Ministro suspendeu proibição da assistolia fetal, procedimento feito em casos de estupro e gestação de mais de 22 semanas.

Publicada em 18/05/24 às 05:50h - 478 visualizações

Thamirys Andrade, Pleno News


Compartilhe
Compartilhar a noticia Moraes libera método de aborto que tinha sido proibido pelo CFM  Compartilhar a noticia Moraes libera método de aborto que tinha sido proibido pelo CFM  Compartilhar a noticia Moraes libera método de aborto que tinha sido proibido pelo CFM

Link da Notícia:

Moraes libera método de aborto que tinha sido proibido pelo CFM
 (Foto: Shutterstock)
Nesta sexta-feira (17), o ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Alexandre de Moraes, suspendeu a decisão que impedia médicos de realizarem assistolia fetal, método utilizado em abortos legais com gestações de mais de 22 semanas, decorrentes de casos de estupros.

O procedimento ocorre por meio de injeção de substâncias que fazem com que o coração do bebê pare. Posteriormente, ele é retirado do útero.

A prática havia sido suspensa por uma resolução do Conselho Federal de Medicina (CFM). Entretanto, a pedido do PSOL, Moraes derrubou a resolução do CFM, alegando que trata-se de abuso de poder regulamentar.

– Verifico, portanto, a existência de indícios de abuso do poder regulamentar por parte do Conselho Federal de Medicina ao expedir a Resolução 2.378/2024, por meio da qual fixou condicionante aparentemente ultra legem para a realização do procedimento de assistolia fetal na hipótese de aborto decorrente de gravidez resultante de estupro – disse Moraes.

O magistrado também afirmou que a decisão do Conselho vai na contramão de recomendações da Organização Mundial de Saúde (OMS) e standards científicos. O ministro ainda menciona “restrição de direitos não prevista em lei” e criação de “embaraços concretos e significativamente preocupantes para a saúde das mulheres”.

A decisão de Moraes, contudo, ainda terá de passar por análise da Corte, prevista para o dia 31 de maio. Até lá, o procedimento estará autorizado.




ATENÇÃO:Os comentários postados abaixo representam a opinião do leitor e não necessariamente do nosso site. Toda responsabilidade das mensagens é do autor da postagem.

Deixe seu comentário!

Nome
Email
Comentário


Insira os caracteres no campo abaixo:








Nosso Whatsapp

 (88) 9.9926-5572

Visitas: 1641187
Usuários Online: 53
Copyright (c) 2024 - Sovaco de Cobra - www.sovacodecobra.com.br / A sua voz não pode cessar!