Sovaco de Cobra
Policial

Operação encontra quase 2 milhões de reais na casa de delegada no RJ

Publicada em 10/05/22 às 11:07h - 22 visualizações

por Nova Iguaçu 24 h


Compartilhe
Compartilhar a notícia Operação encontra quase 2 milhões de reais na casa de delegada no RJ  Compartilhar a notícia Operação encontra quase 2 milhões de reais na casa de delegada no RJ  Compartilhar a notícia Operação encontra quase 2 milhões de reais na casa de delegada no RJ

Link da Notícia:

Operação encontra quase 2 milhões de reais na casa de delegada no RJ
 (Foto: Reprodução)

Agentes do Ministério Público do Rio de Janeiro (MPRJ) a serviço da Operação Calígula encontraram quase 2 milhões de reais em dinheiro na casa da delegada Adriana Belém. A delegada mora em um condomínio de luxo na Avenida Lúcio Costa, na Barra da Tijuca. A operação foi deflagrada na manhã desta terça-feira (10/05).

Os agentes encontraram 1,2 milhão de reais em sacolas de grifes famosas e pouco mais de 500 mil reais em uma mala. Adriana não foi presa, mas deve ser levada para a Corregedoria da Polícia Civil para explicar a origem do dinheiro apreendido.

Há poucas semanas, a delegada presenteou o filho com um automóvel Jeep 0km e publicou a foto em sua rede social. Além dela, também é alvo da ação o delegado Marcos Cipriano, preso nesta manhã.

A operação tem como alvo uma rede de jogos de azar comandada pelo contraventor Rogério de Andrade e pelo PM reformado Ronnie Lessa — réu pelo homicídio da ex-vereadora Marielle Franco. Essa rede seria protegida por policiais civis.

Os agentes buscam cumprir 29 mandados de prisão e 119 mandados de busca e apreensão nesta terça-feira. As denúncias atingem 30 pessoas pelos crimes de organização criminosa, corrupção ativa, corrupção passiva e lavagem de dinheiro.

Em um comunicado, a Polícia Civil informou que os dois delegados alvos da operação não ocupam cargos na polícia atualmente. Adriana Belém está afastada, de licença, e Cipriano trabalha em outra instituição.

A delegada estava lotada na Secretaria de Esportes da Prefeitura do Rio. A prefeitura informou que ela será exonerada do cargo de confiança por conta dos fatos apurados decorrentes da Operação Calígula.

A Corregedoria de Polícia Civil acompanhará as investigações para dar andamento aos processos administrativos necessários.




ATENÇÃO:Os comentários postados abaixo representam a opinião do leitor e não necessariamente do nosso site. Toda responsabilidade das mensagens é do autor da postagem.

Deixe seu comentário!

Nome
Email
Comentário


Insira os caracteres no campo abaixo:








Nosso Whatsapp

 (88) 9.9926-5572

Visitas: 475580
Usuários Online: 42
Copyright (c) 2022 - Sovaco de Cobra - www.sovacodecobra.com.br / A sua voz não pode cessar!