noticias260 Seja bem vindo ao nosso site Sovaco de Cobra!

Policial

Padrasto e mãe são indiciados por estupro de jovem no interior de Minas

Publicada em 07/02/24 às 11:56h - 673 visualizações

Wellington Barbosa, EM


Compartilhe
Compartilhar a noticia Padrasto e mãe são indiciados por estupro de jovem no interior de Minas  Compartilhar a noticia Padrasto e mãe são indiciados por estupro de jovem no interior de Minas  Compartilhar a noticia Padrasto e mãe são indiciados por estupro de jovem no interior de Minas

Link da Notícia:

Padrasto e mãe são indiciados por estupro de jovem no interior de Minas
Depois que foi preso a Prefeitura de Diamantina informou que o suspeito foi exonerado de seu cargo na administração pública  (Foto: Pixabay)
Um homem, de 47 anos de idade, foi indicado pelos crimes de estupro de vulnerável e estupro contra a enteada, de 18, em Piedade dos Gerais, região Central do estado. As investigações da Polícia Civil de Minas Gerais (PCMG) também resultaram no indiciamento da mãe da vítima, de 37 anos, pela prática de estupro de vulnerável por omissão dos fatos, não tendo tomado providências para impedir os abusos.

O inquérito policial, instaurado pela Delegacia de Polícia Civil em Bonfim, foi concluído nessa segunda-feira (5/2). As investigações tiveram início em 17 de janeiro, quando, durante patrulhamento, a Polícia Militar efetuou a prisão em flagrante do padrasto da vítima enquanto ocorria a violência sexual no interior de um veículo estacionado em local afastado de um povoado do município.

Ainda durante o procedimento de autuação na unidade policial, a vítima prestou declarações e relatou que era abusada pelo suspeito desde quando tinha 8 anos. Segundo relatado, ela chegou a contar para a mãe, à época do fato, mas foi desacreditada. Ainda conforme a jovem, os abusos ocorriam mediante ameaças de morte.

Em prosseguimento ao trabalho de apuração, a PCMG reuniu elementos indicativos dos crimes, inclusive acerca da omissão da mãe da vítima, que confessou que a filha chegou a comentar sobre os atos cometidos pelo padrasto, porém não tomou medidas para verificar a veracidade das alegações feitas pela criança na ocasião. Atualmente, o investigado se encontra preso preventivamente.



ATENÇÃO:Os comentários postados abaixo representam a opinião do leitor e não necessariamente do nosso site. Toda responsabilidade das mensagens é do autor da postagem.

Deixe seu comentário!

Nome
Email
Comentário


Insira os caracteres no campo abaixo:








Nosso Whatsapp

 (88) 9.9926-5572

Visitas: 1594176
Usuários Online: 45
Copyright (c) 2024 - Sovaco de Cobra - www.sovacodecobra.com.br / A sua voz não pode cessar!