noticias808 Seja bem vindo ao nosso site Sovaco de Cobra!

Municípios

CAPSi de Juazeiro do Norte/CE: Nem quem cuide, nem quem responda, nem quem proteja

A instituição piora a cada dia.

Publicada em 09/12/22 às 10:26h - 834 visualizações

Fábio Souza Tavares


Compartilhe
Compartilhar a noticia CAPSi de Juazeiro do Norte/CE: Nem quem cuide, nem quem responda, nem quem proteja  Compartilhar a noticia CAPSi de Juazeiro do Norte/CE: Nem quem cuide, nem quem responda, nem quem proteja  Compartilhar a noticia CAPSi de Juazeiro do Norte/CE: Nem quem cuide, nem quem responda, nem quem proteja

Link da Notícia:

CAPSi de Juazeiro do Norte/CE: Nem quem cuide, nem quem responda, nem quem proteja
Mãe denuncia situação de abandono  (Foto: Francisca Gomes)

No último final de semana de maio, o Centro de Atenção Psicossocial Infanto-Juvenil (CAPSi) José Francisco Filho (Seu Mocinho) foi arrombado. Ausência de guardas para proteger a sede e seu patrimônio. Infelizmente, a situação não serviu de alerta mostrando que o que é ruim pode piorar, pois um único guarda civil que protegia o local em horário de funcionamento foi retirado. Hoje não existe nenhum guarda na instituição.

Apesar de ser um espaço amplo e agradável, a falta de equipamentos e práticas lúdicas e físicas voltadas para as terapias empobrecem o ambiente. Além disso, a sede do CAPSi é distante e desassistida de transporte público. O acesso até lá se dá por ruas quase sem movimentação, o que já representa um perigo para as mães que têm crianças com necessidades especiais.

Mas, como dizia minha tia velha que nasceu morta, o buraco é mais embaixo. Não contente em retirar o guarda do local - enquanto isso, no "Estephânia" tem uma dezena de guardas -, retiraram agora a atendente/recepcionista. Como no CAPSi não se sabe que dia tem ou não atendimento - pense numa organização! -, as mães estão preocupadas porque o telefone chama até dar cãibra e nada de alguém para atender.

Diante da situação, a acadêmica de Direito Francisca Gomes, que é uma batalhadora que encampa a causa das crianças com necessidades especiais há bastante tempo, inclusive com Leis municipais destinadas a essa questão mesmo sem ser vereadora, resolveu denunciar, pois o martírio das mães que dependem desse equipamento de Saúde Pública aumentou consideravelmente.

Que o governo municipal, através da Secretaria de Saúde (SESAU), resolva essa situação imediatamente, pois o CAPSi é indispensável para a clientela que dele necessita.




ATENÇÃO:Os comentários postados abaixo representam a opinião do leitor e não necessariamente do nosso site. Toda responsabilidade das mensagens é do autor da postagem.

Deixe seu comentário!

Nome
Email
Comentário


Insira os caracteres no campo abaixo:








Nosso Whatsapp

 (88) 9.9926-5572

Visitas: 1542525
Usuários Online: 35
Copyright (c) 2024 - Sovaco de Cobra - www.sovacodecobra.com.br / A sua voz não pode cessar!