Municípios

CPI agita a vida política de Aurora/CE

Hoje a CPI é o assunto mais comentado no Município.

Publicada em 16/10/21 às 12:47h - 271 visualizações

por Fábio Souza Tavares


Compartilhe
Compartilhar a notícia CPI agita a  vida política de Aurora/CE  Compartilhar a notícia CPI agita a  vida política de Aurora/CE  Compartilhar a notícia CPI agita a  vida política de Aurora/CE

Link da Notícia:

CPI agita a  vida política de Aurora/CE
Primeira-dama Cícera Edana Tavares Luna  (Foto: Reprodução/Redes sociais)
A Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) para investigar o acúmulo de salários da primeira-dama Cícera Edana Tavares Luna que atualmente é Secretária de Saúde de Aurora/CE tem movimentado a discussão política naquele Município.
A senhora Cícera Edana, que antes ocupava o cargo de Subsecretária de Educação na gestão do marido, o prefeito Marcone Tavares de Luna (PSD), é acusada de receber dos governos estadual e municipal quando o correto seria receber por apenas um dos provimentos, já que, segundo o governo municipal, ela é cedida ao serviço público de Aurora pelo governo estadual.
A oposição, em requerimento para a abertura da CPI, apresentou provas retiradas do Portal da Transparência demonstrando que a primeira-dama está sendo duplamente remunerada como Secretária municipal e professora estadual. Segundo o requerimento, essa parece ser a situação de várias outras pessoas que foram nomeadas pela atual gestão do Executivo aurorense.
Tal situação tem causado estranhamento nos meios políticos e já resultou, inclusive, em discussão entre a primeira-dama e a mulher que dizem ser a responsável pelas denúncias. A oposição, ligada ao MDB e ao grupo dos Macedo do ex-prefeito João de Zeca e do ex-deputado e ex-prefeito de Juazeiro do Norte Raimundão, é quem mais se beneficia dessa situação.
O regimento interno da Câmara Municipal aurorense, assim como regimentos de inúmeros legislativos, autoriza a abertura de uma CPI com a assinatura de 1/3 dos vereadores, o que aconteceu em Aurora que tem em sua composição parlamentar 11 edis e cuja CPI, aberta no dia 14, portanto há dois dias, contou com quatro assinaturas: Antônio Wilton dos Santos, Cicero Evangelista Lopes, José Aderlânio Macêdo e Sebastiana Maria da Assunção Macedo.




ATENÇÃO:Os comentários postados abaixo representam a opinião do leitor e não necessariamente do nosso site. Toda responsabilidade das mensagens é do autor da postagem.

Deixe seu comentário!

Nome
Email
Comentário


Insira os caracteres no campo abaixo:








Nosso Whatsapp

 (88) 9.9926-5572

Visitas: 554741
Usuários Online: 65
Copyright (c) 2022 - Sovaco de Cobra - www.sovacodecobra.com.br / A sua voz não pode cessar!