noticias643 Seja bem vindo ao nosso site Sovaco de Cobra!

Municípios

Os Santana e os ataques à Educação Pública municipal juazeirense

O atual ministro da Educação e o ex-prefeito petista de Juazeiro do Norte/CE têm muito em comum.

Publicada em 04/06/24 às 06:00h - 1027 visualizações

Fábio Souza Tavares


Compartilhe
Compartilhar a noticia Os Santana e os ataques à Educação Pública municipal juazeirense  Compartilhar a noticia Os Santana e os ataques à Educação Pública municipal juazeirense  Compartilhar a noticia Os Santana e os ataques à Educação Pública municipal juazeirense

Link da Notícia:

Os Santana e os ataques à Educação Pública municipal juazeirense
Camilo e Dr. Santana acabaram com patrimônios importantes da Educação juazeirense  (Foto: Fotomontagem/Fábio Souza Tavares)

Camilo Santana, ministro da Educação. Dr. Santana, ex-prefeito de Juazeiro do Norte/CE. Um professor e um médico. Dois petistas. Na Educação, problemas iguais.

O petista Camilo não foi à abertura da Festa de Santo Antônio em seu Município. Sabia que encontraria uma manifestação dos professores federais grevistas. Camilo enfrenta a maior greve dos docentes e servidores federais da Educação. São mais de 60 instituições de ensino superior (IES) em greve, contando as universidades e os institutos.

Dr. Santana, quando prefeito (2009-2012), enfrentou várias greves dos professores e servidores da Educação, dentre as quais a maior e mais duradoura. Também sofreu manifestação no JuaForró, maior festa do Município.

O mais emblemático, porém, foi que os dois "cancelaram" as duas escolas mais tradicionais da Educação Pública municipal juazeirense.

Dr. Santana, em seu primeiro ano de mandato à frente do Executivo juazeirense, fechou o Ginásio Municipal Antônio Xavier de Oliveira, a escola municipal mais antiga e mais tradicional de Juazeiro do Norte. Os protestos foram intensos, mas, em começo de mandato, aproveitou a popularidade que ainda tinha para manter o fechamento. O prédio histórico foi transformado em sede da Secretaria de Educação (SEDUC).

Camilo Santana, quando governador, demoliu o prédio da Escola de Ensino Fundamental João Alencar de Figueiredo, a que possui mais alunos, para aumentar o estacionamento da Arena Castelão. Prometeu realocar a comunidade escolar no prédio onde hoje funciona a Escola Militar. Como o seu deputado querido, o outro Santana petista chamado Fernando, não cumpriu a promessa.

Corpos docente e discente e servidores foram "jogados" em um prédio do estado onde um dia funcionou a URCA e a Lira Nordestina. O governo Glêdson Bezerra (PODE) teve que removê-los de lá, pois o prédio, com sua estrutura abalada, estava com paredes rachadas e o piso afundando. A comunidade do João Alencar, sem sede, foi dividida em três escolas diferentes.

Assim, as escolas mais tradicionais de Juazeiro do Norte foram "canceladas" por dois petistas que ostentam o sobrenome Santana. O fechamento do Ginásio Municipal trouxe revolta e o desmembramento da João Alencar causa tristeza. A mesma tristeza, recheada de decepção, dos professores federais que acreditaram no ministro do Lula.




ATENÇÃO:Os comentários postados abaixo representam a opinião do leitor e não necessariamente do nosso site. Toda responsabilidade das mensagens é do autor da postagem.

Deixe seu comentário!

Nome
Email
Comentário


Insira os caracteres no campo abaixo:








Nosso Whatsapp

 (88) 9.9926-5572

Visitas: 1641091
Usuários Online: 45
Copyright (c) 2024 - Sovaco de Cobra - www.sovacodecobra.com.br / A sua voz não pode cessar!