Cultura/Entretenimento

O fóssil de 'dragão do mar gigante' encontrado no Reino Unido

Publicada em 11/01/22 às 07:51h - 26visualizações

por BBC News


Compartilhe
   

Link da Notícia:

 (Foto: MATTHEW POWER PHOTOGRAPHY)
Durante o trabalho de paisagismo que fazia no reservatório da Reserva Natural Rutland Water, no Reino Unido, em fevereiro de 2021, Joe Davis avistou algo estranho saindo da lama.
"Liguei para o conselho municipal e disse que acho que encontrei um dinossauro", conta ele à BBC News.
Não era um dinossauro. Mas eram os restos fossilizados de um predador marinho de dez metros chamado ictiossauro. E foi o maior de seu tipo já descoberto no Reino Unido.
"Havia elevações, tipo cristas, na lama. Parecia um pouco orgânico, um pouco diferente", diz Davis à BBC News. "Então vimos algo que parecia quase uma mandíbula."
O conselho municipal respondeu que não tinha um departamento de dinossauros, mas, mas que iam conseguir alguém para verificar o achado e entrar em contato com ele.
Então uma equipe de paleontólogos foi levada ao local e eles concluíram que era um ictiossauro - um tipo de predador marinho de sangue quente que respira ar, não muito diferente dos golfinhos. Eles podiam crescer até 25 metros de comprimento e viveram entre 250 milhões e 90 milhões de anos atrás.
O paleontólogo Dean Lomax, da Universidade de Manchester, foi contratado para liderar a equipe de escavação. Ele disse que a descoberta é "sem precedentes" e - devido ao seu tamanho e completude - "uma das maiores descobertas da história paleontológica britânica".
"Normalmente pensamos em ictiossauros e outros répteis marinhos sendo descobertos ao longo da costa do Jurássico em Dorset ou na costa de Yorkshire, onde muitos deles estão expostos pela erosão dos penhascos. Aqui, em um local no interior, é muito incomum", afirma.
Rutland fica a mais de trinta milhas da costa, mas 200 milhões de anos atrás o nível do mar mais alto significava que a região era coberta por um oceano raso.
Crânio de uma tonelada
Quando o nível da água no reservatório de Rutland baixou novamente no fim do verão de 2021, uma equipe de paleontólogos veio escavar o fóssil. Atenção especial foi dada à remoção do enorme crânio.
Um grande bloco de argila contendo a cabeça do ictiossauro foi cuidadosamente retirado antes de ser coberto com gesso e colocado em suportes de madeira.
O bloco, de quase uma tonelada, agora será examinado mais detalhadamente.
"Não é sempre que você é responsável por levantar com segurança um fóssil muito importante, mas muito frágil, que pesa tanto", disse Nigel Larkin, conservador paleontológico, pesquisador visitante da Reading University e membro da equipe. "É uma responsabilidade, mas adoro desafios."
Anglian Water, que administra o reservatório de Rutland, agora está em busca de financiamento para permitir que o ictiossauro permaneça na área e seja apreciado pelo público em geral.
"Muitas pessoas pensaram que eu estava brincando quando disse que havia encontrado um grande réptil marinho", disse Davis. "Acho que muita gente não vai acreditar até que saia na TV", afirmou ele, que estará no programa Digging for Britain (cavando pelo Reino Unido, em tradução livre) do canal BBC Two, nesta terça (11), no Reino Unido.



ATENÇÃO:Os comentários postados abaixo representam a opinião do leitor e não necessariamente do nosso site. Toda responsabilidade das mensagens é do autor da postagem.

Deixe seu comentário!

Nome
Email
Comentário


Insira os caracteres no campo abaixo:








Nosso Whatsapp

 (88) 9.9926-5572

Visitas: 270673
Usuários Online: 119
Copyright (c) 2022 - Sovaco de Cobra - www.sovacodecobra.com.br / A sua voz não pode cessar!