Cultura/Entretenimento

A futilidade da breguice endinheirada

Influenciadora digital lucra mais de R$ 260 mil por semana vendendo peido armazenado

Publicada em 16/12/21 às 04:55h - 210 visualizações

por Fábio Souza Tavares


Compartilhe
Compartilhar a notícia A futilidade da breguice endinheirada  Compartilhar a notícia A futilidade da breguice endinheirada  Compartilhar a notícia A futilidade da breguice endinheirada

Link da Notícia:

A futilidade da breguice endinheirada
Stephanie Matto  (Foto: Stephanie Matto/Instagram)
Pensei muito se escreveria isso e nesse momento em que escrevo ainda penso em não publicar. Mas creio que é preciso mostrar o quão fanática, brega e fútil é uma parcela da humanidade.
No século XVIII, Marquês de Sade escreveu em 120 Dias de Sodoma e Gomorra atos libidinosos onde havia o bizarro prazer escatológico de devorar fezes e ingerir urina. Embora hediondo, a prática tem um caráter hedônico e representa um ato visceral da práxis copulatória, contextualizada, subjetivada. Mas, hodiernamente, que prazer as pessoas sentem em comprar flatulência armazenada?
Nas conversas de bar, muitas vezes escutei: "Com uma mulher dessas, eu trago até o peido dela". Mas isso é uma colocação jocosa, uma pilhéria para demonstrar a beleza plástica de uma determinada mulher. Algo simplesmente figurativo. Mas, assim como em Sade, se isso acontecesse, embora bizarro, seria por hedonismo. Mas, pergunto novamente:  Que prazer as pessoas sentem em comprar flatulência armazenada? Para você que pensa ser isso impossível, digo agora que não o é.
A influencer digital e escritora Stephanie Matto, nascida na República Tcheca e possuidora também de nacionalidade estadunidense, mora em New York e faz imenso sucesso no realité 90 Day Fiance, onde forma um casal do mesmo sexo. A influencer é malandra o suficiente para saber que no mundo tem gente otária o suficiente para comprar seus peidos armazenados em um vidrinho com uma pétala. Ela lucra mais de R$ 260 mil por semana vendendo seus peidos. Cada vidrinho custa R$ 5,6 mil.
“Recebo mensagens de fãs querendo comprar sutiã, calcinha, fios de cabelo e até água de banho usada… Pensei então que peidos dariam um ótimo nicho. É algo divertido, peculiar e diferente“, declarou a influencer.
Não, não estou interessado em saber que sentido existe nessa transação para quem compra. Para Stephanie, o sentido está bastante claro. Isso deve proporcionar-lhe hospedagem em hotéis de luxo, voos aéreos, viagens nababescas, roupas de grife... Mas o que me enoja, o que me causa repulsa, é o fato de um peido pop star valer mais que a força de trabalho de cinco trabalhadores braçais. Que sentido há nisso? Quanta violência social escondida em um ato de pura futilidade.



ATENÇÃO:Os comentários postados abaixo representam a opinião do leitor e não necessariamente do nosso site. Toda responsabilidade das mensagens é do autor da postagem.

Deixe seu comentário!

Nome
Email
Comentário


Insira os caracteres no campo abaixo:








Nosso Whatsapp

 (88) 9.9926-5572

Visitas: 554960
Usuários Online: 79
Copyright (c) 2022 - Sovaco de Cobra - www.sovacodecobra.com.br / A sua voz não pode cessar!