Sovaco de Cobra
Cultura/Entretenimento

31º Cine Ceará: documentário "5 Casas" é o grande vencedor; confira lista completa

Edição de 2021 do Cine Ceará teve encerramento com cerimônia de premiação, homenagem ao governador Camilo Santana (PT) e exibição de "O Marinheiro das Montanhas", novo filme do cearense Karim Aïnouz

Publicada em 04/12/21 às 05:38h - 64 visualizações

por João Gabriel Tréz, O Povo


Compartilhe
Compartilhar a notícia 31º Cine Ceará: documentário \  Compartilhar a notícia 31º Cine Ceará: documentário \  Compartilhar a notícia 31º Cine Ceará: documentário \

Link da Notícia:

31º Cine Ceará: documentário
 (Foto: Sovaco de Cobra)

Após sete dias de intensa programação dedicada ao audiovisual cearense, brasileiro e ibero-americano, o 31º Cine Ceará chegou ao fim na noite desta sexta-feira, 3, com a realização da cerimônia de premiação e, ainda, a primeira exibição no Ceará do documentário “O Marinheiro das Montanhas”, de Karim Aïnouz, no Cineteatro São Luiz. O grande vencedor entre os longas foi o documentário “5 Casas”, de Bruno Gularte Barreto. O Troféu Samburá, entregue pelo Vida&Arte e pela Fundação Demócrito Rocha, também foi outorgado no encerramento. A noite contou, ainda, com a presença do governador Camilo Santana (PT), que foi homenageado com o recebimento do Troféu Eusélio Oliveira, entregue pelo cineasta Rosemberg Cariry.

A criação de um fundo setorial para o audiovisual, por exemplo, está prevista na criação do programa.

"É preciso resistir, sonhar e lutar contra o negacionismo, pela democracia e pela cultura brasileira", afirmou Camilo, ao receber a homenagem.

O secretário da Cultura do Ceará Fabiano Piúba fez fala na ocasião, destacando o Cine Ceará como um "promotor de políticas públicas". "O evento atravessa mesmo tempos de pandemia com uma expressão forte", afirmou.

O gestor ainda compartilhou que o 14° Edital de Cinema e Vídeo, cancelado há alguns meses, será relançado nos próximos dias.

Selecionado para a Mostra Competitiva Ibero-Americana de Longas-Metragens, que contou com seis longas, o grande vencedor levou ainda os troféus de Melhor Roteiro e Melhor Som. O longa "Bosco", de Alicia Cano Menoni, ganhou como Melhor Direção, Melhor Montagem e Melhor Trilha Sonora Original.

Os dois cearenses selecionados também saíram premiados: “Fortaleza Hotel”, de Armando Praça”, foi vencedor dos prêmios de Melhor Atuação Feminina e Masculina, respectivamente entregues para Clebia Sousa e Vanderlei Bernardino; já "A Praia no Fim do Mundo", de Petrus Cariry, ganhou por Melhor Fotografia e Melhor Direção de Arte.

Já na Mostra Olhar do Ceará, dedicada à produção audiovisual do Estado, sagraram-se vencedores o documentário “Minas Urbanas”, de Natália Gondim, e o curta "Sebastiana", de Cláudio Martins.

O Troféu Samburá, criado nos anos 1980, desde 2017 foi retomado para destacar os filmes da Mostra Competitiva Brasileira de Curtas-Metragens. Entregue pelo Vida&Arte e pela Fundação Demócrito Rocha, a premiação consagrou o curta “Sideral”, de Carlos Segundo, como o Melhor Filme.

Já o prêmio de Melhor Direção foi para o curta paulista “Como Respirar Fora d’Água”, de Júlia Fávero e Victoria Negreiros. O editor do Vida&Arte Marcos Sampaio entregou o troféu para as vencedoras.

Entre os prêmios paralelos, a Associação Brasileira de Críticos de Cinema destacou os filmes "A Praia do Fim do Mundo", de Petrus Cariry, e “O Durião Proibido”, de Txai Ferraz, respectivamente vencedores dos prêmios da crítica de longas e curtas.

Neste ano, o Cine Ceará teve, assim como em 2020, formato híbrido, tendo exibições presenciais no Cineteatro São Luiz e no Cinema do Dragão e, remotamente, no Canal Brasil, YouTube, TV Ceará e plataformas Canais Globo e Globoplay + Canais ao Vivo.

A programação do festival incluiu mais de 40 filmes, debates, homenagens e a realização de um seminário para debater perspectivas econômicas do audiovisual.

Confira lista completa:

- LONGAS

Melhor Filme - "5 Casas", de Bruno Gularte Barreto

Melhor Direção - Alicia Cano Menoni, por "Bosco"

Melhor Atuação Feminina - Clebia Sousa, por "Fortaleza Hotel"

Melhor Atuação Masculina - Vanderlei Bernardino, por "Fortaleza Hotel"

Melhor Roteiro - Bruno Gularte Barreto e Vicente Moreno, por "5 Casas"

Melhor Fotografia - Petrus Cariry, por "A Praia no Fim do Mundo"

Melhor Montagem - Guillermo Madeiro, por "Bosco"

Melhor Trilha Sonora Original - Giorgio Ferrero e Rodolfo Mong, por "Bosco"

Melhor Som - Emil Klotzsh, por "5 Casas"

Melhor Direção de Arte - Sergio Silveira, por "A Praia do Fim do Mundo"

Prêmio da Crítica - Abraccine (longas): "A Praia do Fim do Mundo", de Petrus Cariry

- CURTAS

Melhor Curta-metragem - "Chão de Fábrica", de Nina Kopko

Melhor Direção - Pedro Gonçalves, por "O Resto"

Melhor Roteiro - Carlos Segundo, por "Sideral"

Prêmio da Crítica - Abraccine (curtas): "O Durião Probido), de Txai Ferraz

Prêmio Canal Brasil de Curtas - "Chão de Fábrica", de Nina Kopko

Troféu Samburá de Melhor Curta-Metragem - "Sideral", de Carlos Segundo

Troféu Samburá de Melhor Direção - Júlia Fávero e Victoria Negreiros, por "Como Respirar Fora d'Água"

- OLHAR DO CEARÁ

Melhor Longa - "Minas Urbanas", de Natália Gondim

Melhor Curta - "Sebastiana", de Cláudio Martins

Prêmio Unifor de Audiovisual - "Sebastiana", de Cláudio Martins

- PRÊMIO ÁGUA E RESISTÊNCIA

"Jeanstopia", de Gabriel Viggo e Murio da Paz

- MOSTRA PONTES CRIATIVAS

"Eu sou as cores, você é a praça", de Paulo Ribeiro e Anio Tales Carin (Fortaleza)
"Eu não sou daqui", de Leandro Olímpio (Santos)




ATENÇÃO:Os comentários postados abaixo representam a opinião do leitor e não necessariamente do nosso site. Toda responsabilidade das mensagens é do autor da postagem.

Deixe seu comentário!

Nome
Email
Comentário


Insira os caracteres no campo abaixo:








Nosso Whatsapp

 (88) 9.9926-5572

Visitas: 470959
Usuários Online: 79
Copyright (c) 2022 - Sovaco de Cobra - www.sovacodecobra.com.br / A sua voz não pode cessar!