Economia

Brasil vai liderar a economia verde, diz ministro do Meio Ambiente

Segundo Joaquim Leite, isso ocorrerá em razão das riquezas naturais do país

Publicada em 23/02/22 às 06:05h - 55 visualizações

por Edilson Salgueiro, Revista Oeste


Compartilhe
Compartilhar a notícia Brasil vai liderar a economia verde, diz ministro do Meio Ambiente  Compartilhar a notícia Brasil vai liderar a economia verde, diz ministro do Meio Ambiente  Compartilhar a notícia Brasil vai liderar a economia verde, diz ministro do Meio Ambiente

Link da Notícia:

Brasil vai liderar a economia verde, diz ministro do Meio Ambiente
 (Foto: Cleia Viana/Câmara dos Deputados/08-08-2019)

O ministro do Meio Ambiente, Joaquim Leite, disse nesta terça-feira, 22, que o Brasil tem capacidade para liderar a chamada economia verde, centrada no desenvolvimento econômico e na preservação ambiental. “Isso ocorrerá em razão das riquezas naturais do país, de suas características econômicas”, observou, durante o evento CEO Conference 2022, promovido pelo BTG Pactual. “Seremos uma nação ambientalmente correta.”

Leite recordou ainda a participação do Brasil na 26ª Conferência das Nações Unidas sobre Mudanças Climáticas (COP26), realizada em Glasgow, na Escócia. “Nenhum governo montou uma estrutura tão grande quanto aquela que construímos no ano passado”, destacou. “Fizemos isso para mostrar a realidade do país ao mundo. Apresentamos os fatos e os dados que fazem do Brasil um dos players nessa pauta ambiental.

Segundo o ministro, a COP26 foi importante para que as potências globais chegassem a um consenso sobre o mercado de carbono. “Por um lado, isso foi uma vitória do governo brasileiro”, ressaltou. “Por outro, houve uma frustração. Os países desenvolvidos haviam prometido investir US$ 100 bilhões no setor, mas os recursos não foram sequer aportados.

Leite explicou ainda que o Brasil será protagonista da economia verde em razão de três fatores: (1) o baixo custo de redução de emissão de carbono; (2) a possibilidade de registrar carbonos de qualidade no país, para posteriormente exportá-los; e (3) a quantidade de fontes renováveis. “Estamos participando de reuniões com o setor privado para mostrar a capacidade do país nesse mercado”, revelou. “Estamos nos desenvolvendo nesse setor.”




ATENÇÃO:Os comentários postados abaixo representam a opinião do leitor e não necessariamente do nosso site. Toda responsabilidade das mensagens é do autor da postagem.

Deixe seu comentário!

Nome
Email
Comentário


Insira os caracteres no campo abaixo:








Nosso Whatsapp

 (88) 9.9926-5572

Visitas: 549600
Usuários Online: 70
Copyright (c) 2022 - Sovaco de Cobra - www.sovacodecobra.com.br / A sua voz não pode cessar!