Sovaco de Cobra
Economia

Governo Glêdson Bezerra quer desarticular economia solidária

A Feira Livre do Campo Alegre é tema de hoje no Sovaco de Cobra Na Web.

Publicada em 10/09/21 às 03:21h - 320 visualizações

por Fábio Souza Tavares


Compartilhe
Compartilhar a notícia Governo Glêdson Bezerra quer desarticular economia solidária  Compartilhar a notícia Governo Glêdson Bezerra quer desarticular economia solidária  Compartilhar a notícia Governo Glêdson Bezerra quer desarticular economia solidária

Link da Notícia:

Governo Glêdson Bezerra quer desarticular economia solidária
Feirantes do Campo Alegre  (Foto: Reprodução/Casa de Apoio Artes e Cultura Mons. José Alves de Oliveira)
Criminosa e oportunista. Eis a postura do governo Glêdson Bezerra diante de uma iniciativa da Casa de Apoio Artes e Cultura Mons. José Alves de Oliveira que tem à frente o líder comunitário Marcos Alan.
Marcos Alan, em conjunto com a comunidade, criou a Feira Livre do Bairro Campo Alegre para geração de renda para a comunidade local, um exemplo de economia solidária que visa oferecer um contraponto às mazelas oriundas da forma como a economia foi tratada em face da pandemia, quebrando empresas e provocando desemprego e inflação.
A Feira Livre, que começou semana passada obedecendo os critérios sanitários, deveria receber o total apoio do governo municipal, através da Secretaria de Meio Ambiente e Serviços Públicos (SEMASP), pasta de Diogo Machado, genro de Gilmar Bender, empresário que utilizou caixa 2 na campanha do hoje prefeito Glêdson Bezerra.
Entretanto, os feirantes foram surpreendidos por fiscais da SEMASP, ontem (9), que disseram que iriam embargar a feira, ou seja, impedi-la de funcionar. Isso depois do próprio Secretário dizer que a Feira Livre poderia contar com o apoio dele. O senhor Diogo, assim, segue os passos do seu chefe queimando a língua por não cumprir promessa assumida.
Por que mudança de atitude tão repentina? O que está por trás de tudo isso? Por que podem funcionar as bancas do mercado do Pirajá - podem e devem - e não podem funcionar as bancas da Feira Livre do Bairro Campo Alegre? A resposta é simples: o prefeito quer fazer publicidade com o trabalho alheio. Em outras palavras, a SEMASP quer aparecer como organizadora do empreendimento para mostrar à população como sendo do prefeito Glêdson Bezerra uma iniciativa que ele nunca teve. E, é claro, os feirantes não concordam em ser utilizados como massa de manobra política da atual gestão municipal.
O prefeito  e seu Secretário apadrinhado deveriam dar total apoio a essa iniciativa de economia solidária, incentivá-la, subsidiá-la. Mas não; prefere o caminho do "se não é meu não é de ninguém". O governo Glêdson Bezerra, através da SEMASP, assume um papel indigno, de ataque aos munícipes da referida comunidade.
Os feirantes já disseram (VEJA O VÍDEO) que realizarão a segunda semana de feira que acontecerá sábado e domingo, das 6 h às 13 h, em frente à praça do bairro. O Sovaco de Cobra apoia essa iniciativa e se faz solidário a essa luta. Por isso, o Sovaco de Cobra Na Web, que será transmitido em nossa Web TV, a partir das 20 h, será inteiramente dedicado a esse tema.

Acesse

sovacodecobra.com.br

e veja o Sovaco de Cobra Na Web, às 20 h (oito da noite ) de hoje.

Todo apoio à luta dos feirantes do Campo Alegre pelo legítimo direito ao trabalho para prover o sustento de suas famílias.




ATENÇÃO:Os comentários postados abaixo representam a opinião do leitor e não necessariamente do nosso site. Toda responsabilidade das mensagens é do autor da postagem.

1 comentário


Ana

11/09/2021 - 21:34:09

Se não teve iniciativa é apoia-los, e bom para a população do bairro ver, o quanto esse povo e perseguidor


Deixe seu comentário!

Nome
Email
Comentário


Insira os caracteres no campo abaixo:








Nosso Whatsapp

 (88) 9.9926-5572

Visitas: 471570
Usuários Online: 43
Copyright (c) 2022 - Sovaco de Cobra - www.sovacodecobra.com.br / A sua voz não pode cessar!