Pular para o conteúdo

Novas regras do Fies

Existe uma expectativa grande quanto ao lançamento das novas regras do Fundo de Financiamento Estudantil (Fies) pelo Governo Federal, já que mais de 400 mil estudantes dependem desse financiamento do Governo para poderem estudar em faculdades privadas de todo o Brasil.

Financimento Estudantil FIES
Financimento Estudantil FIES

Por isso, quando o ministro da educação, Mendonça Filho, confirmou as novidades, as pessoas interessadas nesse benefício fizeram ajustes em sua inscrição, para poderem se adequar as mudanças feitas.

Mudança no número de vagas

Outra mudança que deve afetar diretamente os estudantes é o número de vagas oferecidas nesse benefício, estando disponíveis apenas 250 mil bolsas para o primeiro semestre, menos do que no ano passado, quando foram dadas 300 mil.

Com isso, diminuísse o número de alunos que tem a chance de integrar esse financiamento e também o número de estudantes que se forma no ensino superior, já que muitos não têm condições realizar o aditamento do FIES, sem essa ajuda do governo federal.

Mudança na nota mínima do Enem

Uma das grandes transformações anunciadas pelo ministro é que para participar do Fies, o estudante deve ter atingido a média de 450 pontos no Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) e não mais 400, como eram até então.

Por isso, os estudantes devem estudar não apenas para as instituições nas quais eles pretendem realizar o ensino superior, como também, para essa prova nacional do Governo Federal, para garantir a nota mínima necessária para concorrer ao financiamento.

Outra regra importante, mas que não teve nenhuma mudança, é que os candidatos não podem zerar na redação, pois, caso isso aconteça, estão automaticamente eliminados dessa seleção, não tendo a chance de usufruir desse financiamento estatal.

Mudança na taxa de juros

Apesar de continuar bem abaixo do que o mercado oferece, houve um aumento na taxa de juros do Fies, indo de 4 para 4.5% ao ano. Por isso, o candidato que for contemplado com o financiamento, terá que gastar um pouco mais para restituir o Governo Federal do empréstimo feito durante as prestações da faculdade.

Um aspecto importante sobre o Fies 2018 é que toda a dívida contraída pelos alunos, somente será paga depois que eles se formarem e tiverem um emprego, dando assim uma oportunidade para que eles possam ter uma estabilidade maior antes de iniciar o pagamento.

Mudança na distribuição das vagas

Por fim uma última mudança feita no Fies para esse ano é quanto à distribuição das vagas, que serão oferecidas da seguinte maneira: 50% das vagas deverão ser em cursos da área da saúde, 40% na área de engenharia e ciência da computação e os outros 10% para a área de licenciatura e pedagogia. Até o ano passado, era 40% na área de saúde, 40% em engenharia e ciência da computação e 20% para licenciatura e pedagogia.

Todas essas mudanças já passaram pelo Congresso e foram aprovadas sem nenhum veto pelo Presidente Michel Temer, ainda no começo de fevereiro.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *