Skip to content

Um dos jogadores mais importantes do elenco corintiano, o atacante Guerrero lamentou a ausência do Peru na Copa do Mundo e admitiu que sente raiva por não disputar o Mundial.

"Muita raiva. Para mim é um sonho jogar uma Copa do Mundo. Até hoje não consegui. Estar fora dela significa muito, e eu nem assisto muito. Agora que estamos no hotel e não podemos fazer nada, só descansar, tento assistir alguma coisa, mas dá raiva de ver alguns times ganhando. A Costa Rica está sendo um time forte e que ninguém acreditava. Ver a evolução do Chile, que cresceu demais, são coisas que me dão raiva", disse o gringo ao Globoesporte.com.

Para Guerrero, o Peru poderia surpreender nesta Copa.

"Se o Chile revolucionou, por que o Peru não? Se a Costa Rica ganhou da Itália, por que o Peru não? São times que nós já ganhamos, já jogamos contra muitas vezes. Por que o Peru não?", questionou.

Esperançoso, ele acreditava que a última chance de disputar um mundial seria em 2018, na Rússia. "Tenho 30 anos. Creio ter a última chance de jogar na próxima Copa." No entanto, o jogador também não poderá disputar a Copa do Mundo 2018 devia a uma punição.

Dessa vez, Guerrero deverá assistir à Copa do Mundo 2018 ao vivo junto com milhares de torcedores.

Algumas pessoas acreditam que planejar a aposentadoria não é necessário principalmente hoje em dia onde as pessoas têm vivido mais, porém, isto ainda não está refletido no mercado de trabalho.

Com esta realidade é preciso planejar a aposentadoria para evitar qualquer tipo de problema futuro, diante disso, confira algumas dicas na hora de elaborar o seu planejamento.

Pouco não é suficiente

O assunto sobre privação de consumo pode levar muito ao conformismo, porém, é importante manter uma estabilidade financeira.

É importante não depender somente do INSS 2019, pois devido aos problemas econômicos do país é complicado contar somente com a previdência social.

Pagar o INSS mesmo sem trabalho ou informalidade

A sua contribuição não deve ter buracos, portanto, o tempo sem pagar pode retardar a aposentadoria formal.

Saiba como registrar uma empregada doméstica no INSS de forma correta.

Poupar sempre

Guardar o dinheiro não tem somente relação com aumento do orçamento, mas também com outros projetos como aposentadoria, portanto, saiba onde estão os seus gastos e procure fazer alguns cortes.

Com 80% e 100% de renda sobre último salário

Quando a pessoa tiver o valor próximo da aposentadoria da tabela INSS 2019, recebendo na fase ativa, desta maneira menos corte serão feitos para manter o padrão de vida. Diante disso, leve em conta os cálculos antes de aposentar.

Cálculo das despesas da aposentadoria

É preciso saber além dos custos de moradia, alimentação, água, luz, gás, despesas médicas e impostos, por isto coloque na sua renda da aposentadoria, os gastos de atividades do dia a dia e o lazer.

Mantenha um caixa

Depois de aposentado é preciso manter uma quantia separada para qualquer eventualidade, para evitar imprevistos.

Saúde

Para aqueles que possuem plano de saúde coletivo da empresa é preciso lembrar que irá pagar o valor integral da aposentadoria, pois os subsídios serão retirados, desta forma, a mensalidade irá ficar mais cara, pois com o avanço da idade é natural que exista um maior consumo de medicamentos.

Algo motivador

Para quem precisa adiar a aposentadoria, uma dica é resgatar um sonho profissional, portanto, procure uma segunda carreira ou uma que possa complementar a renda. Caso as condições sejam positivas a dica é não parar e manter-se em frente trabalhando.

O Bolsa Família é um programa social criado em 2004 pelo Governo Federal para atender toda a classe que se encontra na pobreza ou na extrema pobreza. Nesta forma, auxilia mais de 13,9 milhões de famílias com um beneficio que busca garantir a essas famílias o direito à alimentação e o acesso à educação e à saúde.

O Bolsa Família foi criado com o principal objetivo de combater a fome e promover a segurança alimentar e nutricional, combater a pobreza e outras formas de privação das famílias além de promover o acesso à rede de serviços públicos, em especial, saúde, educação, segurança alimentar e assistência social.

Abaixo você verá informações a respeito do Bolsa Família, por isso você que ainda não é cadastrado no programa social e que se cadastrar leia atentamente as informações a seguir.

Principais Benefícios Sociais
Principais Benefícios Sociais

 

Cadastramento do Bolsa Família

Programa do Bolsa Família, é direcionado às famílias em situação de extrema pobreza. Um programa que ajuda milhares de famílias e é de grande importância principalmente para comunidades carentes, um dos programas fundamentais desenvolvidos pelo Governo Federal para amenizar a escassez de recursos uma grande parte da população, incentivando a educação, saúde, segurança e assistência social.

Podem participar do programa, famílias pobres e que possuem renda mensal de até R$ 85,00 por pessoa. São considerados pobres, cidadãos com renda entre R$ 85,01 e R$ 170,00 por pessoa, desde que tenham em sua formação gestantes e crianças ou adolescentes entre 0 e 17 anos. Ou seja, quem possui esses requisitos e não esteja inscrito é só procurar um encarregado pelo programa e se inscrever no cadastro único além que é de grande importância manter os dados sempre atualizados.

O Cadastramento é um pré-requisito, mas não implica na entrada imediata das famílias no programa, nem no recebimento do benefício. Será analisada, de forma correta a entrada ao programa. Se a família se encaixa em todos os requisitos é só procurar o responsável, apresentar os documentos. Após o cadastramento haverá uma seleção que é feita pelo Ministério do Desenvolvimento Social, com base nos dados inseridos pelas prefeituras no Cadastro Único dos Programas Sociais do Governo Federal. Por último o pagamento no qual o valor será de acordo com o tipo de benefício para o perfil da família.

Benefícios Bolsa Família

O programa é dividido em quatro benefícios:

  • Benefício Básico no qual é concedido às famílias em situação de estrema pobreza com renda de até R$ 85,00;
  • Benefício Variável para famílias pobres, que tenham em sua composição gestantes, nutrizes, crianças e adolescentes de 0 a 16 anos incompletos;
  • Benefício Variável Jovem para famílias pobres e que tenham em seu conjunto adolescente entre 16 e 17 anos;
  • Benefício para Superação de Extrema Pobreza Destinada às famílias que se encontrem em situação de extrema pobreza onde a família pode receber um benefício por mês.

O valor do benefício varia em razão do cálculo realizado a partir da renda por pessoa da família e do benefício já recebido no Programa Bolsa Família.

Caso tenha alguma dúvida do calendário do bolsa família ou a respeito do que foi tratado acima deixe o seu recado agora mesmo para que possamos te responder o mais breve possível. Boa Sorte!!

O Imposto de Renda Pessoa Física 2018 é um motivo de dúvida para várias pessoas que não sabem como proceder com o processo de declaração de imposto de renda juntamente com a Receita Federal. Existem vários recursos disponíveis que tem como objetivo auxiliar o brasileiro com essa declaração, e para que você possa entender um pouco melhor preparamos um post sobre Imposto de Renda Pessoa Física 2018 que irá te ajudar a esclarecer algumas dúvidas.

Ficar em dia com o Imposto de Renda Pessoa Física 2018 é uma maneira do contribuinte brasileiro evitar as pendências e multas junto à Receita Federal.

Imposto de renda 2018
Imposto de renda 2018

Imposto de Renda Pessoa Física 2018

É necessário que o contribuinte entenda como funciona todo o processo para realizar a sua declaração de imposto de renda pessoa física 2018, entender o que deve ser feito corretamente é importante para que você não perca prazos, proceda com algum erro ou até mesmo caia na conhecida “malha fina”.

Uma forma do contribuinte conseguir realizar esse procedimento do Imposto de renda pessoa física 2018 sem muita dificuldade é através do programa disponibilizado pela Receita Federal para que o contribuinte baixe e instale em seus computadores.

A declaração do Imposto de Renda de Pessoa Física 2018 é um pouco complexo e com vários detalhes que precisam ser preenchidos com atenção e de forma correta. A declaração do imposto de renda de pessoa física 2018 e feito separadamente do imposto de renda de pessoa jurídica.

A cada novo ano o contribuinte do tipo Pessoa Física precisa realizar a sua declaração, que é feita levando como base o ano anterior, incluindo em 2018 até mesmo o extrato inss para IRPF do ano base usado para os cálculos será o ano de 2015.

O site da Receita Federal do Brasil possui uma página intitulada com “Como preencher corretamente a sua declaração do IRPF, evitando a ocorrência de pendências”, que contém informações que poderão te ajudar a preencher a sua declaração mais facilmente. Para acessar essas informações basta acessar o site no endereço www.receita.fazenda.gov.br/Novidades/Informa/EvitarMalha.htm

Algumas das informações importantes das quais você pode precisar para preencher a sua declaração de imposto de renda pessoa física 2018 são:

  • Rendimentos
  • Tributáveis
  • Rendimentos dos Dependentes
  • Deduções
  • Arrendamento de Imóvel Rural
  • Carnê-leão
  • Valor real das aquisições e alienações
  • Saldos bancários
  • CPF
  • Conta bancária
  • Pagamentos e Doações efetuados

É importante que o contribuinte realize todos os cálculos corretamente, pois qualquer pequeno erro pode trazer problemas ao contribuinte, fazendo com que ele seja pego na “malha fina”, caso isso aconteça ele precisará pagar multas e até pode ser processado.

Quem precisa declarar o imposto de renda de pessoa física 2018 é aquela que recebe até um valor X que é estipulado pela Receita federal, para o último ano esse valor era de R$ 1.787,78, dessa maneira quem tivesse uma renda total inferior a esse valor estava isento da declaração.

Para a próxima declaração é necessário que aguardemos as atualizações e assim seja liberado o novo valor estipulado para declarar o imposto de renda.

O Brasil é um dos países que mais pagam impostos no Mundo. É uma pena, mas nós temos que seguir as leis. Portanto, pagar o seu IPVA nas datas corretas é fundamental para maior coesão e seu conforto, já que estará em dia com seus deveres.

Você que mora no estado de São Paulo, fique atento ao Imposto sobre Veículos Automotores. O IPVA SP 2019 deve ser pago em dia para evitar multas e dores de cabeça. Para a sua sorte, o site da Secretaria de Estado da Fazenda de São Paulo é bastante completo e detalhado, com todas as informações necessárias para sanar todas as dúvidas.

Veja o valor do IPVA 2019 no estado de São Paulo

Consulta do IPVA SP 2019

Para realizar a sua consulta do imposto em São Paulo, entre na Secretaria de Estado da Fazenda de São Paulo e clique em “Consulta por Renavam e placa do veículo”. Assim, ao colocar tais informações, tudo que você precisa saber sobre o IPVA vem a tela.

Pagamento e Boleto do IPVA SP 2019

Para realizar o pagamento do seu IPVA 2019 no estado de São Paulo, você deve emitir um boleto com as taxas e pagar em um banco ou lotérica. Caso você tenha conta na internet, basta inserir o número do código de barras! É muito fácil e rápido.

Para emitir o boleto, você deve escolher em quantas parcelas deseja dividir o imposto. Então, dependendo da quantidade, você terá mais boletos para realizar o pagamento, assim como datas de validade diferentes. Fique atento e deixe todos de prontidão para não perder as datas!

Valor e Tabela do IPVA São Paulo

Você pode dividir o valor do IPVA 2019 em até 3 vezes, mas você sabia que se pagar à vista, o valor do IPVA SP 2019 cai em 10%? Pode parecer pouco, mas os investimentos demoram ao menos 1 ano para trazer este retorno, e você o terá ao pagar em uma única vez. Programe-se desde já! Compare e faça a consulta do valor do IPVA MG 2019 e IPVA PE 20198

Cada estado, cada montadora, cada modelo e cada ano têm números diferentes de imposto. Portanto, a melhor forma de você descobrir o seu é pela tabela criada pela própria Secretaria da Fazenda de São Paulo.

Para maiores dúvidas e fazer consulta, pagamento, valor, emitir boleto e tabela do IPVA SP 2019 acesse o site do Detran SP http://www.detran.sp.gov.br/.

O salário mínimo é o menor valor de remuneração que um trabalhador com registro em Carteira tem direito. O valor estipulado pelo governo tem como objetivo atender as principais necessidades do cidadão brasileiro como, por exemplo, alimentação, saúde, moradia, higiene, entre outras coisas que são responsáveis por contribuir com a melhoria na qualidade de vida.

Com o intuito de garantir aos indivíduos assalariados, bem como aposentados e segurados, o governo brasileiro vem promovendo reajustes anuais no valor do salário mínimo. Em 2017 o valor a ser pago era de R$ 937, 00, já para o salário mínimo 2018, ficou decretada a quantia de R$ 1000,00. O aumento concedido foi de 9%, e ficou acima do que era previsto pela inflação, uma vez que se cogitava R$ 945,50.

Novo salário Mínimo
Novo salário Mínimo

Portanto, desde o início de janeiro deste ano o valor do salário mínimo nacional deve ser de R$ 1000,00, sendo assim este é a menor quantia que uma empresa pode pagar a um funcionário que também têm direito aqueles que recebem através da Previdência Social. Sendo assim, este valor deve ser respeitado em todo o território nacional. Em alguns casos pode haver alterações, uma vez que o governo de cada estado pode instituir remuneração diferenciada em determinadas áreas de trabalho. Porém, em hipótese alguma a quantia deve ser menor do que o piso válido em todo o Brasil.

O valor previsto para o salário mínimo em todo o Brasil foi decido com base no desenvolvimento do país, ou seja, o quanto de riqueza que é produzida anualmente. A partir desta análise concluiu-se que os gastos e custo de vida do brasileiro aumentaram, sendo necessário que a renda mensal suba para acompanhar o andamento da economia nacional. Além disso, a inflação também foi um fato importante para a determinação no novo salário, pois ela é responsável tornar os produtos básicos mais caros.

Reajustes do salário mínimo

Outra importante relação que existe com o piso salarial são os benefícios do Governo Federal. Esses benefícios, em geral, são reajustados de acordo com o valor do salário mínimo, podendo ter o reajuste automático com a mudança doo valor do mínimo nacional. Esse é o caso, por exemplo, do Seguro Desemprego 2018, com valor mínimo vinculado ao mínimo. Outros benefícios que funcionam de forma similar são o Abono salarial, a aposentadoria por idade e por tempo de serviço – cujo valor mínimo é vinculado ao mínimo.

Nem todos os benefícios, porém, são vinculados diretamente a mínimo, como é o caso do bolsa família, e outros benefícios ligados diretamente ao ministério do desenvolvimento social.

O Programa de Integração Social, mais conhecido pela sigla PIS, é uns dos benefícios sociais mais importantes que se tem no Brasil, devido a sua abrangência e também pelo fato de ajudar milhares de trabalhadores ao final de todos os anos.

Ele é uma espécie de quarto décimo salário, sendo dado aos empregados de empresas privadas que possuam pelo menos um ano em um emprego fixo, mais de cinco anos contribuindo com o PIS e também que não tenham débitos com os impostos do Governo.

Não recebi meu Abono Salarial, o que fazer?
Não recebi meu Abono Salarial, o que fazer?

Assim, para quem por alguma razão não recebeu o PIS 2018, é preciso tomar uma série de ações, para verificar o que ocorreu e correr atrás do seu direito, já que o pagamento do PIS ajuda a milhares de pessoas a colocarem suas vidas em dia, seja pagando uma conta atrasada ou adquirindo algo importante no início do ano.

Verificar todas as suas documentações

Existe várias razões para você não ter recebido o PIS, sendo uma delas bastante simples, o fato da sua documentação não estar completa. Uma das regras que existe nesse programa, é que todo o cadastro no calendário PIS e do seu serviço seja incluso no Rais, que é a relação Anual de Informações Sociais.

Caso por alguma razão, seja ela qual for, a sua empresa não ter preenchido o seu cadastro junto ao RAIS, você perde o direito de usufruir desse benefício. Assim, essa pode ser uma razão de você não ter recebido o PIS, a falta de preenchimento de uma documentação obrigatória ou ainda, a não inclusão de algum dado importante no processo.

Dessa maneira é importante sempre ficar de olho no PIS, para que não ocorra nenhum tipo de imprevisto e você possa receber esse benefício que tem uma fundamental importância para milhares de famílias.

Erro no processo

Uma segunda razão para quem não recebeu o abono através do tabela PIS 2018 pode ser um simples erro no sistema, bagunçando os endereços a serem contemplados. Assim, caso um desses erros aconteça com o seu cadastro, você pode não receber esse benefício, o que prejudica o seu planejamento financeiro e também outras questões importantes para que você não fique prejudicado quanto a sua estabilidade.

Assim, caso não receba o seu PIS, vai até uma agência da Caixa Econômica Federal para ver o que aconteceu, já que se for um erro no sistema, ele será identificado e rapidamente consertado, para que dessa maneira você consiga ter esse pagamento de maneira mais rápida, não prejudicando ainda mais a sua estabilidade financeira.

Conta errada

Um último caso que pode acontecer para você não receber o seu PIS conforme deveria ter recebido, é a questão da sua conta estar errada dentro do seu banco, portanto, o Governo não reconhecer o seu cartão e por isso não liberar o pagamento.

Para resolver isso, basta ir até uma agência da Caixa e solicitar a troca do seu cartão do Pis, para ter esse benefício liberado sem maiores complicações.

O Bolsa Família é um dos maiores programas sociais que existe em todo o mundo, já que consegue ajudar milhares de famílias, das mais diferentes regiões do Brasil, as quais, vivem em uma situação de miséria extrema e conseguem, através desse incentivo dado pelo Governo Federal, ter um respiro em sua situação social.

Por conta disso, o Governo Federal deve ter um controle das famílias que recebem esse imposto, fazendo com que elas tenham acesso ao calendário bolsa família 2018 e possam usufruir corretamente desse dinheiro dado.

Descubra como funciona esse benefício
Descubra como funciona esse benefício

Assim, umas das obrigações que as famílias devem cumprir quando se cadastram no Bolsa Família, é manter as crianças matriculadas na escola, para que com isso, elas tenham uma melhor educação e possam mudar de vida, tendo assim, um ganho na qualidade e também na forma como elas se alimentam.

Porque a necessidade de estar matriculada

Quando o Governo Federal, ainda na época do presidente Lula, criou o Bolsa Família, a intenção não era apenas promover uma melhor garantia de qualidade de vida para essas pessoas em situação de extrema pobreza, mas também garantir com que as crianças tenham uma melhor educação.

Por isso, existe uma regra bastante rígida quanto a participação das crianças na educação, já que caso a família não consiga comprovar que as crianças estão estudando, se tem o cancelamento automático desse benefício, fazendo com que a família tenha uma maior dificuldade para se manter, sem contar com essa ajuda do Governo Federal.

Por conta disso, existe uma fiscalização constante dos órgãos do Governo, para que as famílias não façam as crianças trabalharem, algo bastante comum principalmente no Nordeste.

Dessa forma, os pais devem guardar os boletins dos filhos para apresentar no dia que eles pedem a apresentação do calendário bolsa família, para que o Governo Federal possa liberar a verba desse programa e assim auxiliar a milhares de famílias por todo o Brasil.

Crianças que não estudam

Caso o Governo perceba algum caso de famílias inscritas na tabela bolsa família 2018, com crianças que não estudam, há um cancelamento automático desse benefício e também uma punição para a família, fazendo com que ela fique 1 mês sem receber esse beneficie e não somente o cancelamento.

Além disso, para quem não possui os filhos na escola, ainda se tem uma questão de ficar marcado dentro do cadastro do Governo, assim, para quem está nessa lista, o Governo Federal vai ficar de olho e caso a criança não volte a estudar, a família pode ficar até seis meses sem receber o benefício, por isso, acaba sendo prejudicada e pode inclusive ter complicações para recadastrar nesse programa social.

Por isso a importância de manter sempre os filhos estudando, fazendo com que esse cancelamento nunca ocorra e dessa forma, as famílias continuem recebendo os seus benefícios, sem ter que arcar com esse cancelamento e também com possíveis punições para esse ato ilegal.