Skip to content

Algumas pessoas acreditam que planejar a aposentadoria não é necessário principalmente hoje em dia onde as pessoas têm vivido mais, porém, isto ainda não está refletido no mercado de trabalho.

Com esta realidade é preciso planejar a aposentadoria para evitar qualquer tipo de problema futuro, diante disso, confira algumas dicas na hora de elaborar o seu planejamento.

Pouco não é suficiente

O assunto sobre privação de consumo pode levar muito ao conformismo, porém, é importante manter uma estabilidade financeira.

É importante não depender somente do INSS 2019, pois devido aos problemas econômicos do país é complicado contar somente com a previdência social.

Pagar o INSS mesmo sem trabalho ou informalidade

A sua contribuição não deve ter buracos, portanto, o tempo sem pagar pode retardar a aposentadoria formal.

Saiba como registrar uma empregada doméstica no INSS de forma correta.

Poupar sempre

Guardar o dinheiro não tem somente relação com aumento do orçamento, mas também com outros projetos como aposentadoria, portanto, saiba onde estão os seus gastos e procure fazer alguns cortes.

Com 80% e 100% de renda sobre último salário

Quando a pessoa tiver o valor próximo da aposentadoria da tabela do INSS, recebendo na fase ativa, desta maneira menos corte serão feitos para manter o padrão de vida. Diante disso, leve em conta os cálculos antes de aposentar.

Cálculo das despesas da aposentadoria

É preciso saber além dos custos de moradia, alimentação, água, luz, gás, despesas médicas e impostos, por isto coloque na sua renda da aposentadoria, os gastos de atividades do dia a dia e o lazer.

Mantenha um caixa

Depois de aposentado é preciso manter uma quantia separada para qualquer eventualidade, para evitar imprevistos.

Saúde

Para aqueles que possuem plano de saúde coletivo da empresa é preciso lembrar que irá pagar o valor integral da aposentadoria, pois os subsídios serão retirados, desta forma, a mensalidade irá ficar mais cara, pois com o avanço da idade é natural que exista um maior consumo de medicamentos.

Algo motivador

Para quem precisa adiar a aposentadoria, uma dica é resgatar um sonho profissional, portanto, procure uma segunda carreira ou uma que possa complementar a renda. Caso as condições sejam positivas a dica é não parar e manter-se em frente trabalhando.

O Bolsa Família é um programa social criado em 2004 pelo Governo Federal para atender toda a classe que se encontra na pobreza ou na extrema pobreza. Nesta forma, auxilia mais de 13,9 milhões de famílias com um beneficio que busca garantir a essas famílias o direito à alimentação e o acesso à educação e à saúde.

O Bolsa Família foi criado com o principal objetivo de combater a fome e promover a segurança alimentar e nutricional, combater a pobreza e outras formas de privação das famílias além de promover o acesso à rede de serviços públicos, em especial, saúde, educação, segurança alimentar e assistência social.

Abaixo você verá informações a respeito do Bolsa Família, por isso você que ainda não é cadastrado no programa social e que se cadastrar leia atentamente as informações a seguir.

Resultado de imagem para bolsa familia

Cadastramento do Bolsa Família

Programa do Bolsa Família, é direcionado às famílias em situação de extrema pobreza. Um programa que ajuda milhares de famílias e é de grande importância principalmente para comunidades carentes, um dos programas fundamentais desenvolvidos pelo Governo Federal para amenizar a escassez de recursos uma grande parte da população, incentivando a educação, saúde, segurança e assistência social.

Podem participar do programa, famílias pobres e que possuem renda mensal de até R$ 85,00 por pessoa. São considerados pobres, cidadãos com renda entre R$ 85,01 e R$ 170,00 por pessoa, desde que tenham em sua formação gestantes e crianças ou adolescentes entre 0 e 17 anos. Ou seja, quem possui esses requisitos e não esteja inscrito é só procurar um encarregado pelo programa e se inscrever no cadastro único além que é de grande importância manter os dados sempre atualizados.

O Cadastramento é um pré-requisito, mas não implica na entrada imediata das famílias no programa, nem no recebimento do benefício. Será analisada, de forma correta a entrada ao programa. Se a família se encaixa em todos os requisitos é só procurar o responsável, apresentar os documentos. Após o cadastramento haverá uma seleção que é feita pelo Ministério do Desenvolvimento Social, com base nos dados inseridos pelas prefeituras no Cadastro Único dos Programas Sociais do Governo Federal. Por último o pagamento no qual o valor será de acordo com o tipo de benefício para o perfil da família.

Benefícios Bolsa Família

O programa é dividido em quatro benefícios:

  • Benefício Básico no qual é concedido às famílias em situação de estrema pobreza com renda de até R$ 85,00;
  • Benefício Variável para famílias pobres, que tenham em sua composição gestantes, nutrizes, crianças e adolescentes de 0 a 16 anos incompletos;
  • Benefício Variável Jovem para famílias pobres e que tenham em seu conjunto adolescente entre 16 e 17 anos;
  • Benefício para Superação de Extrema Pobreza Destinada às famílias que se encontrem em situação de extrema pobreza onde a família pode receber um benefício por mês.

O valor do benefício varia em razão do cálculo realizado a partir da renda por pessoa da família e do benefício já recebido no Programa Bolsa Família.

Caso tenha alguma dúvida do calendário do bolsa família ou a respeito do que foi tratado acima deixe o seu recado agora mesmo para que possamos te responder o mais breve possível. Boa Sorte!!

Milhares de candidatos se inscreveram para o 1º vestibular UERJ 2019. As inscrições foram encerradas no dia 10 de outubro e as provas serão aplicadas no dia 2 de dezembro.

Neste ano, foram oferecidas cotas para alunos negros, descendentes de indígenas e concluintes do ensino médio em escola pública.

Os cursos mais concorridos nesta edição do vestibular são: Direito, Jornalismo, Relações Internacionais, Administração e Desenho Industrial.

O gabarito das provas será divulgado no dia 2 de dezembro e as notas serão divulgadas no dia 21 do mesmo mês. Os aprovados poderão fazer suas matrículas a partir do dia 18 de janeiro de 2019.

A UERJ é uma das universidades mais concorridas do país. Por sua tradição, história, qualidade de ensino e estrutura, muitos estudantes do Rio de Janeiro e de outros Estados sonham em garantir sua vaga nela. Por isso, é importante para os candidatos se prepararem, fazendo cursinhos e estudando em casa também. Ter uma boa base de estudos no ensino médio com certeza é fundamental para conquistar a tão sonhada vaga em uma universidade estadual.

Vestibular UERJ Resultado do 1º Exame de Qualificação

Já foi divulgado o resultado do primeiro exame de qualificação do vestibular da Universidade do Estado do Rio de Janeiro (UERJ). O rol relaciona os selecionados para a segunda fase do processo de seleção, lembrando que, para passar para a próxima etapa, foi necessário acertar mais de 40% das perguntas objetivas da prova aplicada no domingo (dia 17 de junho).

Junto ao resultado, a UERJ também apresentou os dados do vestibular. Com 84.114 inscritos, o índice de abstenção ficou em 7,21%, já que compareceram para fazer a prova 78.044 candidatos. Os faltantes ou mesmo estudantes que não se candidataram para o primeiro exame de qualificação podem participar da segunda etapa do vestibular, que será aplicada em 16 de setembro. A diferença é que, quem passar pelas duas etapas, poderá usar o melhor desempenho para concorrer na etapa final.

As inscrições para o segundo exame de qualificação estarão abertas entre os dias 3 e 25 de julho. Nesta segunda etapa, os acadêmicos deverão fazer provas de português, redação e de conhecimentos específicos.

Na primeira etapa, os candidatos que acertaram 70% ou mais das questões do vestibular receberam conceito A e levam 20 pontos de vantagem na segunda fase. De 60% a 69% o conceito é B, com 15 pontos. De 50% a 59% o conceito é C, com bônus de 10 pontos. E de 40% a 49% o conceito é D, com cinco pontos.

A simulação do Imposto de Renda 2018 é uma alternativa dada pela Receita Federal para aqueles que precisaram realizar a declaração. Você pode fazer a sua simulação de Imposto de Renda 2018 pela internet em um processo bem simples, que será esclarecido hoje para você, para saber mais detalhes acompanhe conosco o post que preparamos.

A sua simulação do imposto de renda 2018 será realizada de forma segura por meio de um sistema que é disponibilizado pela Receita Federal e que será explicado com mais detalhes a seguir.

Realizar a simulação do seu Imposto de renda 2018 é um procedimento feito de forma gratuita por meio dos recursos liberados pela Receita Federal.

Simulação Imposto de Renda 2018
Simulação Imposto de Renda 2018

Para fazer essa simulação é importante ter conhecimento sobre o sistema e ainda sobre as alíquotas que são anualmente atualizadas. Confira também informações sobre Isenção, consulta e alíquotas em IRPF 2018.

Acompanhar os ajustes das alíquotas do Imposto de Renda traz a informação de quanto estará sendo descontado de nossos salários, por esse motivo esteja sempre atento as novas informações.

 Imposto de Renda 2018 – Como fazer?

Muitas pessoas possuem dúvidas a respeito dessa simulação do Imposto de Renda 2018, por isso trouxemos de forma clara uma explicação que vai te ajudar a realizar esse procedimento sem maiores dificuldades.

O primeiro passo para iniciar o processo de simulação é acessar a página de simulação no endereço http://www26.receita.fazenda.gov.br/irpfsimulaliq

Ao acessar será exibida a seguinte tela para você:

Na página do simulador do Imposto de Renda 2018 será solicitado que você preencha algumas informações, sendo a primeira dela:

  1. Rendimentos tributáveis

Neste campo insira o valor total dos seus rendimentos tributáveis, lembrando que informações inconsistentes ou falsas pode gerar transtornos maiores na “malha fina“.

O item 2 da simulação do imposto de renda 2018 solicita que seja informado os valores das deduções:

  1. Deduções
  2. Previdência Oficial;
    • Dependente;
    • Pensão alimentícia;
    • Outras deduções.

Após preencher esses campos automaticamente o simulador gera os resultados, lembrando que os campos em laranja não são preenchidos por você, e sim pelo simulador.

Essa simulação do Imposto de Renda 2018 ajudar a se ter uma noção de como resultará a sua declaração do Imposto de Renda 2018, sendo assim ela pode ser útil para comparar o resultado com a declaração oficial.

O uso do simulador é indicado para que você já tenha uma noção do procedimento de declaração do imposto de renda 2018 e com isso não acabe por realizar incorretamente algum detalhe da sua declaração. Uma da principais vantagens desse procedimento é saber quem deve declarar o imposto de renda 2018, para entrega da declaração de ajuste anual.

Além do simulador de Imposto de Renda 2018 a Receita Federal também disponibiliza um programa que poderá te ajudar a realizar a sua declaração do imposto sem muitas dificuldades, para isto basta realizar o download do sistema no próprio site da Receita Federal e então utilizar o programa para realizar a declaração.

Aproveite os recursos oferecidos por meio da tecnologia para realizar corretamente a sua declaração do Imposto de Renda 2018.

O Imposto de Renda Pessoa Física 2018 é um motivo de dúvida para várias pessoas que não sabem como proceder com o processo de declaração de imposto de renda juntamente com a Receita Federal. Existem vários recursos disponíveis que tem como objetivo auxiliar o brasileiro com essa declaração, e para que você possa entender um pouco melhor preparamos um post sobre Imposto de Renda Pessoa Física 2018 que irá te ajudar a esclarecer algumas dúvidas.

Ficar em dia com o Imposto de Renda Pessoa Física 2018 é uma maneira do contribuinte brasileiro evitar as pendências e multas junto à Receita Federal.

Imposto de renda 2018
Imposto de renda 2018

Imposto de Renda Pessoa Física 2018

É necessário que o contribuinte entenda como funciona todo o processo para realizar a sua declaração de imposto de renda pessoa física 2018, entender o que deve ser feito corretamente é importante para que você não perca prazos, proceda com algum erro ou até mesmo caia na conhecida “malha fina”.

Uma forma do contribuinte conseguir realizar esse procedimento do Imposto de renda pessoa física 2018 sem muita dificuldade é através do programa disponibilizado pela Receita Federal para que o contribuinte baixe e instale em seus computadores.

A declaração do Imposto de Renda de Pessoa Física 2018 é um pouco complexo e com vários detalhes que precisam ser preenchidos com atenção e de forma correta. A declaração do imposto de renda de pessoa física 2018 e feito separadamente do imposto de renda de pessoa jurídica.

A cada novo ano o contribuinte do tipo Pessoa Física precisa realizar a sua declaração, que é feita levando como base o ano anterior, incluindo em 2018 até mesmo o extrato inss para IRPF do ano base usado para os cálculos será o ano de 2015.

O site da Receita Federal do Brasil possui uma página intitulada com “Como preencher corretamente a sua declaração do IRPF, evitando a ocorrência de pendências”, que contém informações que poderão te ajudar a preencher a sua declaração mais facilmente. Para acessar essas informações basta acessar o site no endereço www.receita.fazenda.gov.br/Novidades/Informa/EvitarMalha.htm

Algumas das informações importantes das quais você pode precisar para preencher a sua declaração de imposto de renda pessoa física 2018 são:

  • Rendimentos
  • Tributáveis
  • Rendimentos dos Dependentes
  • Deduções
  • Arrendamento de Imóvel Rural
  • Carnê-leão
  • Valor real das aquisições e alienações
  • Saldos bancários
  • CPF
  • Conta bancária
  • Pagamentos e Doações efetuados

É importante que o contribuinte realize todos os cálculos corretamente, pois qualquer pequeno erro pode trazer problemas ao contribuinte, fazendo com que ele seja pego na “malha fina”, caso isso aconteça ele precisará pagar multas e até pode ser processado.

Quem precisa declarar o imposto de renda de pessoa física 2018 é aquela que recebe até um valor X que é estipulado pela Receita federal, para o último ano esse valor era de R$ 1.787,78, dessa maneira quem tivesse uma renda total inferior a esse valor estava isento da declaração.

Para a próxima declaração é necessário que aguardemos as atualizações e assim seja liberado o novo valor estipulado para declarar o imposto de renda.

DPVAT 2018 RJ – Com o final do ano se aproximando, as festas como o natal e o réveillon começam a apontar no horizonte, assim como as contas e preocupações de início de ano, que podem causar muita dor de cabeça a maior parte das pessoas. E para os contribuintes que também possuem um carro, estas contas e preocupações são ainda maiores, já que haverá o IPVA e o DPVAT, entre outras tantas cosas a serem quitadas.

Pois para quem mora no RJ, ganha ainda mais importância saber mais sobre o seguro DPVAT 2018 RJ, tendo às informações tais como qual é o mecanismo para fazer a consulta e qual é o mecanismo para fazer a emissão de guia, por exemplo.

Seguro DPVAT RJ 2018
Seguro DPVAT RJ 2018

Consulta DPVAT 2018 RJ

Agora, vamos detalhar como o contribuinte deverá proceder para realizar a consulta DPVAT 2018 RJ, que poderá ser feita diretamente pela internet, de modo extremamente moderno e ágil.

Para fazer esta consulta, para entender melhor como estará o DPVAT 2018 RJ, o contribuinte deverá acessar o site oficial do DETRAN, para somente depois disto, inserir todos os dados que são necessários neste processo:

  1. número do RENAVAM 2018;
  2. Tipo de documento;
  3. ano de exercício (2018);
  4. qual o estado em que o veículo foi emplacado;
  5. qual a placa do veículo;
  6. um e-mail para possíveis contados futuros.

Desta forma, para o contribuinte, fica mais fácil acessar e consultar DPVAT 2018 RJ, podendo abrir portas para uma série de outras informações importantes, como o valor para pagamento DPVAT 2018 RJ, entre outras coisas.

Valor e Emitir Guia DPVAT 2018 RJ

Para saber sobre o valor DPVAT 2018 RJ o contribuinte terá de esperar um pouco mais, pois esta informação ainda não é visualizável, o que deverá ocorrer nos próximos meses. Para emitir guia DPVAT 2018 RJ, o contribuinte deverá acessar o link que foi feito especialmente para esta solicitação, onde é possível inserir todos os mesmos dados que foram informados anteriormente, no procedimento de fazer a consulta DPVAT 2018 RJ.

  • http://www.dpvatsegurodotransito.com.br/.

Com isso, fica muito mais fácil saber como proceder para que tudo dê certo em relação ao seguro DPVAT 2018 RJ, que é um dos tributos mais importantes para quem tem veículo no Brasil.

 

A prova do Enem avalia a qualidade do Ensino Médio feito por cada aluno e com a nota o candidato pode adquirir uma bolsa de estudos parcial ou integral, basta conseguirem um bom resultado.

A busca por um lugar melhor no mercado começa no ensino superior ou até em cursos técnicos que oferece formas dos candidatos se especializarem em alguma profissão ou carreira. Muitos jovens adiam a entrada no mercado de trabalho para terem tempo de investir somente em seus estudos, porque todo aquele que quer frequentar uma instituição educativa de ensino superior é obrigado a enfrentar o tão temido vestibular e para estudar é necessário ter tempo e dedicação. É através do vestibular que as instituições avaliam a habilidade de cada aluno.

Além do Enem, existem também outros concursos, como o Educa Mais Brasil.

Dica: Descubra Como passar no Vestibular.

A concorrência lá fora, corre em prol de uma vaga no mercado ou instituição educacional, dando esperança para o alcance de uma qualidade da vida esperada. Os exames tende a testar a habilidade do candidato e assim como na faculdade os interessados por um espaço privilegiado profissionalmente, escolhem o Concurso Público.

Inscrições Enem 2018: O Enem – Exame Nacional do Ensino Médio que é organizado através da Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (INEP). Através do site será disponibilizado diversas informações e dicas para o novo processo que será realizado em 2018. O site deverá contar também com informações dos processos de seleção anteriores, e as consultas poderão ser realizadas a qualquer momento do dia.

As provas realizadas nesta edição do Enem 2018 deverão ser aplicadas no mês de novembro. E com isso o INEP terá um período para divulgação das respostas de no máximo cinco dias úteis para revelação do resultado final e o gabarito do processo, período contabilizado a partir da data de realização do processo. Este tempo será sempre necessário para a realização de casuais ajustes ao gabarito oficial para o que diz respeito a todas as eventuais questões que foram anuladas possivelmente e também os processos de recurso.

O candidato terá acesso ao gabarito do ENEM 2018 através de uns acesos realizado ao Portal do Enem no Inep. Esta consulta é realizada de forma direta e não precisa de informações pessoais para realizá-la como por exemplo CPF, número de inscrição e senha. Lembrando que essas são as alternativas corretas de cada questão, mas não é, de fato, o resultado final. O processo deverá ser devidamente calculado e divulgado através de um desempenho individual do ENEM 2018, que é divulgado provavelmente na segunda metade de dezembro.

Enem 2018: O Exame 2018

O Exame Nacional do Ensino Médio terá diferentes cadernos de questões, contando com quatro cores distintas como rosa, amarela, azul e branca. Cada um destes cadernos de questões possui 90 itens de duas áreas de conhecimento. No sábado quando se realiza o processo os participantes poderão resolver as 45 questões de Ciências Humanas e as 45 de Ciências da Natureza. Já no domingo deverão ser resolvidas as mesmas quantidades de questões de linguagem e de Matemática.

Para que a organizadora realize um balanço correto da utilização de acertos, é necessário se ter atenção, pois este gabarito será separado através dos dias e das cores. Se você tiver resolvido questões do processo do segundo dia em um caderno de cor diferente do primeiro, não precisa se preocupar. Durante o acesso as respostas, será possível sempre verificar de forma separada o gabarito de todas as cores de provas que são o amarelo, rosa, azul e branco no Enem 2018.

Gabarito Enem 2018

Após realizar a conferência das suas respostas, basta comparar o seu desempenho com o número de acertos que são realizados pelos seus amigos, para que tenha uma noção de como se saiu. A nota do Enem 2018 será divulgada através do INEP sempre no site oficial, além é claro do grau de dificuldade escolhido para cada item.

Os candidatos ainda realizarão uma redação que possui um grande peso na nota final do processo, por este motivo sempre é importante se preparar de forma bastante empenhada para que não tenha dificuldades na hora de realizar a execução do processo de seleção.

Realize sua inscrição do Enem 2018

Para realizar sua inscrição Enem 2018, basta seguir os passos a seguir. Para fazer a sua inscrição do Enem 2018 você deve fazer exclusivamente pelo portal do INEP na internet, no seguinte endereço: http://sistemasenem2.inep.gov.br/inscricao/. Já que o Enem 2018 poderá ter duas edições, é bom ir se preparando logo e ir vendo tudo sobre as inscrições do Enem 2018.

IPVA SP 2018 – O Brasil é um dos países que mais pagam impostos no Mundo. É uma pena, mas nós temos que seguir as leis. Portanto, pagar o seu IPVA nas datas corretas é fundamental para maior coesão e seu conforto, já que estará em dia com seus deveres.

Você que mora no estado de São Paulo, fique atento ao Imposto sobre Veículos Automotores. O IPVA SP 2018 deve ser pago em dia para evitar multas e dores de cabeça. Para a sua sorte, o site da Secretaria de Estado da Fazenda de São Paulo é bastante completo e detalhado, com todas as informações necessárias para sanar todas as dúvidas.

Veja o valor do IPVA 2018 no estado de São Paulo

Consulta do IPVA SP 2018

Para realizar a sua consulta do imposto em São Paulo, entre na Secretaria de Estado da Fazenda de São Paulo e clique em “Consulta por Renavam e placa do veículo”. Assim, ao colocar tais informações, tudo que você precisa saber sobre o IPVA vem a tela.

Pagamento e Boleto do IPVA SP 2018

Para realizar o pagamento do seu IPVA 2018 no estado de São Paulo, você deve emitir um boleto com as taxas e pagar em um banco ou lotérica. Caso você tenha conta na internet, basta inserir o número do código de barras! É muito fácil e rápido.

Para emitir o boleto, você deve escolher em quantas parcelas deseja dividir o imposto. Então, dependendo da quantidade, você terá mais boletos para realizar o pagamento, assim como datas de validade diferentes. Fique atento e deixe todos de prontidão para não perder as datas!

Valor e Tabela do IPVA SP 2018

Você pode dividir o valor do IPVA 2018 em até 3 vezes, mas você sabia que se pagar à vista, o valor do IPVA SP 2018 cai em 10%? Pode parecer pouco, mas os investimentos demoram ao menos 1 ano para trazer este retorno, e você o terá ao pagar em uma única vez. Programe-se desde já! Compare e faça a consulta do valor do IPVA MG 2018 e IPVA PE 2018

Cada estado, cada montadora, cada modelo e cada ano têm números diferentes de imposto. Portanto, a melhor forma de você descobrir o seu é pela tabela criada pela própria Secretaria da Fazenda de São Paulo.

Para maiores dúvidas e fazer consulta, pagamento, valor, emitir boleto e tabela do IPVA SP 2018 acesse o site do Detran SP http://www.detran.sp.gov.br/.

Existe uma expectativa grande quanto ao lançamento das novas regras do Fundo de Financiamento Estudantil (Fies) pelo Governo Federal, já que mais de 400 mil estudantes dependem desse financiamento do Governo para poderem estudar em faculdades privadas de todo o Brasil.

Financimento Estudantil FIES
Financimento Estudantil FIES

Por isso, quando o ministro da educação, Mendonça Filho, confirmou as novidades, as pessoas interessadas nesse benefício fizeram ajustes em sua inscrição, para poderem se adequar as mudanças feitas.

Mudança no número de vagas

Outra mudança que deve afetar diretamente os estudantes é o número de vagas oferecidas nesse benefício, estando disponíveis apenas 250 mil bolsas para o primeiro semestre, menos do que no ano passado, quando foram dadas 300 mil.

Com isso, diminuísse o número de alunos que tem a chance de integrar esse financiamento e também o número de estudantes que se forma no ensino superior, já que muitos não têm condições realizar o aditamento do FIES, sem essa ajuda do governo federal.

Mudança na nota mínima do Enem

Uma das grandes transformações anunciadas pelo ministro é que para participar do Fies, o estudante deve ter atingido a média de 450 pontos no Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) e não mais 400, como eram até então.

Por isso, os estudantes devem estudar não apenas para as instituições nas quais eles pretendem realizar o ensino superior, como também, para essa prova nacional do Governo Federal, para garantir a nota mínima necessária para concorrer ao financiamento.

Outra regra importante, mas que não teve nenhuma mudança, é que os candidatos não podem zerar na redação, pois, caso isso aconteça, estão automaticamente eliminados dessa seleção, não tendo a chance de usufruir desse financiamento estatal.

Mudança na taxa de juros

Apesar de continuar bem abaixo do que o mercado oferece, houve um aumento na taxa de juros do Fies, indo de 4 para 4.5% ao ano. Por isso, o candidato que for contemplado com o financiamento, terá que gastar um pouco mais para restituir o Governo Federal do empréstimo feito durante as prestações da faculdade.

Um aspecto importante sobre o Fies 2018 é que toda a dívida contraída pelos alunos, somente será paga depois que eles se formarem e tiverem um emprego, dando assim uma oportunidade para que eles possam ter uma estabilidade maior antes de iniciar o pagamento.

Mudança na distribuição das vagas

Por fim uma última mudança feita no Fies para esse ano é quanto à distribuição das vagas, que serão oferecidas da seguinte maneira: 50% das vagas deverão ser em cursos da área da saúde, 40% na área de engenharia e ciência da computação e os outros 10% para a área de licenciatura e pedagogia. Até o ano passado, era 40% na área de saúde, 40% em engenharia e ciência da computação e 20% para licenciatura e pedagogia.

Todas essas mudanças já passaram pelo Congresso e foram aprovadas sem nenhum veto pelo Presidente Michel Temer, ainda no começo de fevereiro.